O presidente do diretório estadual do PMDB, deputado federal Carlos Bezerra, coordenará a reunião do partido nesta semana, em Cuiabá, para analisar o campo de disputa à presidência da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM). A agremiação discute com o PSD a possibilidade de retirada da candidatura do prefeito de Alto Paraguai, Adair José Alves (PMDB), para apoio ao gestor de Juscimeira, Valdecir Luiz Colle (PSD), conhecido como Chiquinho do Posto. Bezerra avisa que a composição depende de acordo entre as siglas, e que conforme for a posição do PSD, poderá manter chapa encabeçada por Adair.

O prefeito de Lucas do Rio Verde, Otaviano Pivetta (PDT), também concorre ao comando da AMM.

Leia também:  Thiago Muniz comemora derrubada do IPTU “População não suporta mais aumento de impostos”

O acordo a que Bezerra se refere se dá na possibilidade do PMDB ceder espaço para Chiquinho do Posto, para na próxima eleição, receber respaldo do PSD na disputa à presidência da entidade. Apesar do aceno, segundo o dirigente partidário, ainda não houve uma posição concreta do PSD.

O prefeito de Juscimeira conta com forte respaldo para assegurar a vitória no pleito, que deverá ser realizado no dia 30 deste mês. A força começa pelo próprio partido, detentor do maior número de prefeituras em Mato Grosso: 39. O PMDB conseguiu eleger 28. Se selarem a parceria, em tese, ostentarão apoio mínimo de 67 prefeitos. O PDT, presidido no Estado pelo deputado Zeca Vianna, conquistou 7 gestões públicas no pleito passado.

Leia também:  Vereador Thiago protocola requerimento pedindo suspensão de cobrança da taxa do lixo

Bezerra destacou o interesse de compor com a chapa do PSD, por meio do prefeito Adair. Disse que é interessante o acordo, considerando também a posição de partidos aliados à governabilidade de Mato Grosso. “Existe uma proximidade entre os 2 partidos no conjunto do Estado e essa parceria deve fortalecer os projetos. O PMDB tem boas ideias para as prefeituras, mas precisamos discutir os encaminhamentos”, se posicionou.

Ele lembrou ainda que o acordo também se dá no aspecto da construção de novas políticas na AMM, para apoio às administrações municipais. “Temos que ajudar as prefeituras e a AMM é um dos melhores instrumentos para colaborar com os prefeitos. A parceria também se dá nesse sentido, porque temos (PMDB) planos para as gestões e queremos ajudar nesse processo, porque os prefeitos atravessam sérias dificuldades para governar”.

Leia também:  Aécio é afastado do senado e proibido de sair de casa durante a noite

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.