Após um mês de ameaças e tentativas de estupro, um pastor foi preso em flagrante, na noite de anteontem, suspeito de abusar sexualmente de duas irmãs, de 16 e 18 anos, e de uma prima delas, de 11, moradoras de Lagoa Santa, na região metropolitana de Belo Horizonte. Segundo Polícia Militar, Rúben Júlio de Barros, 50, foi denunciado pelas vítimas, que foram ameaças dentro de casa, no bairro Vila Santa Helena.

O pastor é responsável pela Igreja Pentecostal Virtude de Deus. Segundo a vítima de 18 anos, ele frequentava a casa das jovens quase diariamente e passou o último Natal com a família. “Ele me ligava dizendo palavras escrotas. Chegou a me prometer um carro se eu fizesse sexo com ele”, contou.

Leia também:  Família é rendida e feita refém durante roubo

A Polícia Militar prendeu o pastor às 20h30 de anteontem, após um irmão das jovens ver o homem tentar beijar e tocar as partes íntimas da menina de 11 anos. Segundo o delegado Almir de Carvalho, o pastor negou as acusações. Mesmo assim, ele foi autuado por estupro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.