Uma reunião, que deverá ocorrer provavelmente na próxima semana, com a presença do superintendente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura), Luis Antonio Garcia, o prefeito de Rondonópolis Percival Muniz e representantes das construtoras Objetiva e Equipav, uma vencedora da licitação e outra que subempreitou a construção da travessia urbana das BRs 364/163 na cidade, respectivamente, deverá encaminhar uma solução para obra, que se arrasta há anos e segue sem previsão de conclusão.

Esse foi o desfecho de uma reunião no Palácio da Cidadania no final da manhã desta quarta-feira (22) entre o prefeito Percival Muniz, o secretário municipal de Infraestrutura, Fábio Cardozo, e diretores da Equipav.

Percival ressaltou que a situação da travessia, que tem causado inconvenientes e transtornos para as pessoas que transitam ou tem comércio às margens das BRs 364/163, tem lhe “tirado o sono”.  E que, inclusive, já determinou a contratação de uma empresa para fazer um levantamento minucioso do que já foi feito e o andamento da obra de pouco mais de 13 km, que está orçada ao custo total de R$ 54 milhões.

Leia também:  Nova proposta do IPTU vai reduzir imposto de cerca de 48 mil famílias

“Temos pressa para terminar e estamos buscando solucionar. Eu como cidadão e prefeito, mesmo tendo assumido há pouco dias, fico envergonhado com aquela situação calamitosa da travessia. Então, como queremos concluí-la o mais rápido possível, vamos cobrar uma solução e não pouparemos esforços para resolver de uma vez por toda essa questão”.

O recurso investido na obra é em grande maioria proveniente do Governo Federal, com uma contrapartida do Município.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.