O encontro aconteceu no gabiente do prefeito - Foto: assessoria
O encontro aconteceu no gabiente do prefeito – Foto: assessoria

O prefeito Percival Muniz recebeu na tarde desta segunda-feira (28), em seu gabinete, no Palácio da Cidadania, o desembargador Rui Ramos, presidente do TER/MT (Tribunal Regional Eleitoral de Mato Grosso). Na pauta do encontro, foram discutidos os atos preparatórios para o recadastramento eleitoral pelo sistema biométrico, que deve ser iniciado no município a partir de março deste ano. Rondonópolis faz parte da lista de 13 municípios que passarão pela biometria em 2013. As ações atendem plano traçado pelo TSE (Tribunal Superior Eleitoral), de até 2020, realizar eleições dentro do novo modelo de votação.

O cadastramento digital ou cadastramento biométrico é um método automático de reconhecimento individual baseado na digital de cada cidadão. Nas eleições, a urna eletrônica terá um sistema para identificação por meio da impressão digital, habilitando-a para o voto após o reconhecimento do eleitor. Para que sejam colhidas as digitais, os eleitores devem se recadastrar biometricamente, ou seja, deverão comparecer aos seus cartórios eleitorais para registro das impressões dos dedos da mão e para uma fotografia digitalizada.

Leia também:  Fabris se apresenta e nega ter cometido crime

Na oportunidade, o desembargador pediu apoio da Prefeitura durante o decorrer do processo de recadastramento dos eleitores de Rondonópolis. “A gestão municipal será parceira. Nós já nos disponibilizamos em ajudar naquilo que for preciso. Estaremos engajados como parceiros nessa iniciativa e, da nossa parte, nós não mediremos esforços para ajudar nesse processo de fortalecimento da democracia, pois esse sistema possibilitará a identificação mais segura do eleitor”, afirmou o prefeito, que estava acompanhado do vice-prefeito Rogério Salles, do presidente da Câmara, vereador Ibrahim Zaher, e do procurador-geral do Município, Ednaldo Aguiar.

O desembargador Rui Ramos explicou que, neste primeiro momento, estão sendo feitas reuniões preparatórias no intuito de pedir a colaboração de todos os setores. “Precisamos de estrutura de atendimento, recursos humanos. Por isso, estamos procurando o apoio de todos os órgãos, como Prefeitura, Câmara Municipal, universidades, etc”, disse Ramos.

Leia também:  Muniz diz que prefeito não amadureceu politicamente e administrativamente devido à postura sobre a Santa Casa

Conforme Ramos, o trabalho que será feito em Rondonópolis, terceiro município mais populoso do Estado, servirá de parâmetro para o trabalho que será desenvolvido posteriormente em Cuiabá e Varzea Gande, os dois com as maiores populações de Mato Grosso. “Será um desafio fazer esse trabalho num município de grande porte como Rondonópolis, pois até agora fizemos isso em municípios com populações menores. Então, o trabalho aqui irá nos balizar para fazermos em Cuiabá e Várzea Grande”, observou.

De acordo com Ramos, a revisão biométrica abrangerá neste ano ainda os municípios de Lucas do Rio Verde, Pontes e Lacerda, Poconé, Rosário Oeste, Nobres, Campos de Júlio, Planalto da Serra, Indiavaí, Cocalinho, Araguaiana, Luciara e Serra Nova Dourada.

Ao final do encontro, ele agradeceu a receptividade do chefe do Executivo municipal ante aos pontos que foram abordados na reunião. “O prefeito Percival foi bem sensível às nossas colocações e disponibilizou apoio em tudo que for possível”, assinalou.

Leia também:  Janot recusa transmitir cargo para sua sucessora Raquel Dodge

Estiveram presentes ao encontro, ainda, o juiz da 45ª Zona Eleitoral, Luiz Antonio Sari; e a juíza eleitoral responsável pela 10ª zona, Maria Mazarello Farias Pinto; além do diretor geral do TER/MT, Mauro Sérgio Rodrigues Diogo, e o secretário de Tecnologia da Informação, Ailton Lopes.

SAIBA MAIS

A expectativa é de que sejam recadastrados biometricamente cerca de 140 mil eleitores em Rondonópolis. A implantação do projeto inicia-se em março deste ano. O eleitor fará o cadastramento de sua impressão digital, irá tirar fotografia digital e também fará a atualização de seus dados cadastrais.

No dia da eleição, ele deverá ir munido de documentos que comprovem a identidade e ser identificado em sua seção eleitoral por meio da impressão digital e o sistema biométrico irá liberar a urna eletrônica para votação.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.