Herman Nackaerts, vice-diretor da AIEA, chega a Viena após viagem ao Irã para reunião que não teve resultados (Foto: AFP)
Herman Nackaerts, vice-diretor da AIEA, chega a Viena após viagem ao Irã para reunião que não teve resultados (Foto: AFP)

Inspetores da agência nuclear da ONU retornaram do Irã nesta sexta-feira (18) sem conseguir um acordo para investigar as supostas pesquisas do país para construir uma bomba atômica, disseram eles após dois dias de conversas em Teerã.

Herman Nackaerts, vice-diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atômica (AIEA), disse que os inspetores do órgão não conseguiram obter acesso à base militar onde acredita-se que o Irã realizou trabalhos relacionados a armas atômicas, e que uma nova reunião foi marcada para 12 de fevereiro.
Herman Nackaerts, vice-diretor da AIEA, chega a Viena após viagem ao Irã para reunião que não teve resultados (Foto: AFP)Herman Nackaerts, vice-diretor da AIEA, chega a Viena após viagem ao Irã para reunião que não teve resultados (Foto: AFP)

Leia também:  Reprodução assistida a mulheres solteiras e homossexuais deve ser autorizada na França

A falta de um acordo representa mais uma derrota para as potências ocidentais nos esforços diplomáticos para investigar o programa nuclear iraniano, e mantém o risco de uma nova guerra no Oriente Médio.

A AIEA, cuja missão é prevenir a expansão das armas nucleares, busca há anos negociar uma chamada abordagem estrutural com o Irã que de aos inspetores do órgão acesso a locais, autoridades e documentos iranianos.

No centro da preocupação da AIEA está o complexo militar de Parchin, a sudeste de Teerã, onde a agência acredita que o Irã realizou testes com explosivos relevantes para o desenvolvimento de armas, algo que o Irã nega.

“Tivemos dois dias de discussões intensivas. As diferenças permanecem, então não pudemos finalizar nossa abordagem estrutural para resolver as questões pendentes sobre a possível dimensão militar do programa nuclear iraniano”, disse Nackaerts a repórteres no aeroporto de Viena.

Leia também:  Presidente do Paraguai visita Temer e deve discutir sobre Venezuela e combate ao crime organizado
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.