A votação de um projeto de urgência urgentíssima do poder executivo votado ontem (06/02) durante a sessão da Câmara Municipal de Rondonópolis deixou transparecer claramente o desconhecimento, por exemplo, do regimento interno, de alguns vereadores novatos, que se demonstraram despreparados pelo menos no momento para ocupar o cargo.

A falta de conhecimento do tramite legislativo foi tão gritante, que um vereador votou contra, quando na verdade queria votar a favor do parecer do relator da Comissão de Constituição e Justiça, Aristóteles Cadidé (PDT), ao requerimento do vereador Hélio Pichioni (PR) que pedia um parecer do corpo jurídico da casa sobre o projeto enviado pelo executivo.

O vereador Fulô (PMDB), bem que poderia montar uma escolinha para ensinar aos seus pares novatos como se trabalha.

Leia também:  Wilson diz que Silval fumou maconha estragada
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.