Carros de Kyle Larsson (32) e Regan Smith, no momento do acidente em Daytona (Foto: Getty Images)
Carros de Kyle Larsson (32) e Regan Smith, no momento do acidente em Daytona (Foto: Getty Images)

O grave acidente na última volta da etapa de abertura da Nationwide Series – espécie de segunda divisão da Nascar – em Daytona, deixou 28 torcedores feridos, dois em estado grave, de acordo com o presidente do Autódromo Internacional, Joie Chitwood. Segundo ele, 14 foram levados para hospitais da região e outros 14 foram atendidos pela equipe médica no próprio local. Dos que foram encaminhados para hospitais, um adulto e um jovem de 14 anos são os casos mais críticos.

A corrida chegava à sua última curva quando 12 carros se envolveram na confusão, que começou quando Regan Smith, que liderava, foi tocado por Brad Keselowski e perdeu o controle do carro, indo parar no muro. Tony Stewart, que vinha em terceiro, desvencilhou-se de ambos e cruzou a linha de chegada intacto. A imagem mais marcante foi a do carro de Kyle Larson, que decolou, bateu no alambrado e foi partido ao meio. A dianteira cruzou a divisória que separa a pista dos fãs e foi parar além da grade. Feridos, alguns fãs foram retirados de maca da arquibancada.

Leia também:  Luve vence fora de casa e escapa da degola

Larson, um novato de apenas 20 anos, saiu ileso de um carro completamente destruído pelo violentíssimo impacto da colisão. Regan Smith, que deu início ao acidente, assumiu a responsabilidade por ter fechado Brad Keselowski, que vinha logo atrás.

– Culpa minha. Eu fechei a porta e assumo a culpa. Mas quando você vê a bandeira quadriculada em Daytona, você faz tudo o que for possível para cruzar em primeiro. Hoje não deu certo. Espero que todos os fãs e pilotos envolvidos no acidente fiquem bem – analisou Smith, de 30 anos, que acabou ficando em 14º lugar.

Por sua vez, Keselowski disse compreender a manobra do rival:

– Regan estava numa boa condição. Ele em primeiro, eu em segundo, e estávamos disputando. Quando fiz o movimento para ultrapassá-lo, ele obviamente bloqueou, e isso é compreensível. O mais importante é que todos estejam bem agora – explicou.

Leia também:  Dom Bosco marca jogo para às 9h no domingo pela Copa FMF
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.