O Papa Bento XVI deve fazer modificações na legislação sobre o Conclave que vai eleger seu sucessor, informou nesta ontem (20) o Vaticano.

Com isso, ele pode antecipar o início da reunião de cardeais, prevista inicialmente para depois de 15 de março.

“O Papa está levando em consideração a publicação, nos próximos dias, de um ‘Motu Propio” para precisar alguns pontos da constituição sobre o Conclave”, disse o padre Federico Lombardi, porta-voz do Vaticano.

“Não sabemos se ele considerará oportuno abordar o assunto do prazo do início do Conclave.”

“Veremos se será assim e quando será publicado o documento”, disse.

“Em todo caso, depende da avaliação que fizer o Papa. Se decidir assiná-lo, será divulgado oportunamente”, precisou.

Leia também:  Mulher é arrastada e fica gravemente ferida após bolsa ficar presa em porta de trem na Itália

O Papa alemão surpreendeu a Igreja e o mundo ao anunciar, em 11 de fevereiro, que iria deixar o cargo no fim do mês, por conta de sua saúde frágil.

As regras atuais do Conclave -encontro em que os cardeais, secretamente, escolhem o novo Papa- foram estabelecidas por João Paulo II, antecessor de Bento XVI.

O Conclave para eleger o sucessor de Bento XVI, segundo a Constituição Apostólica, deve começar “entre um mínimo de 15 dias e um máximo de 20” desde que se decrete a chamada “Sé Vacante”, fixada para o próximo 28 de fevereiro às 20h (16h de Brasília), o momento que Bento XVI escolheu para abandonar o Trono de Pedro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.