A disputa pela vaga de Carlos Ayres Britto no Supremo Tribunal Federal entre Heleno Torres e Humberto Ávila virou uma guerra nos bastidores. O Palácio do Planalto brecou a escolha diante da informação de que os dois travaram “batalha sangrenta” em 2010 e 2011 por uma cadeira da Faculdade de Direito da USP. Torres conseguiu anular o concurso vencido por Ávila. Diante de sinais de revanche em curso, interlocutores dizem que Dilma Rousseff pode escolher um “tertius”.

Foto: arquivo
Foto: arquivo
Advertisements
Leia também:  Palanque sem deputados e senadores

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.