Brasileiro jogou com garra, mas acabou derrotado - Foto: Marcelo Ruschel / POA Press
Brasileiro jogou com garra, mas acabou derrotado – Foto: Marcelo Ruschel / POA Press

Foi por pouco, mas o Brasil está fora da Copa Davis. Número 141 do ranking, Thiago Alves fez um jogo bastante parelho com Sam Querrey (20º), salvou um match point do americano no quarto set, mas não resistiu e foi derrotado por 3 a 1, parciais de 6-4, 3-6, 4-6 e 6-7 (3-7). O resultado fechou o confronto em 3 a 2 para os americanos.

Um pouco mais cedo, Thomaz Bellucci (36º) tinha renovado as esperanças brasileiras ao bater John Isner (16º) por 3 sets a 2, resultado que empatou o confronto em 2 a 2 e deixou a definição para a partida de Thiago Alves.

A reação brasileira no duelo contra os EUA começou no jogo de duplas, no sábado, após duas derrotas no simples na sexta-feira. De forma heroica, Bruno Soares e Marcelo Melo derrotaram a dupla número 1 do mundo, formada pelos irmãos Bob e Mike Bryan, por 3 sets a 2.

Leia também:  Atletas sub 16 de Rondonópolis participam de competição em Cuiabá

Apesar da eliminação, a equipe brasileira fez um confronto mais equilibrado que o esperado. Na volta ao Grupo Mundial da Davis após dez anos, o time nacional pegou logo os Estados Unidos, que além de ser a equipe com maior tradição no torneio, teve a vantagem de jogar em casa e escolher um piso duro, preferido por seus jogadores – todos melhor ranqueados que os brasileiros.

Agora, resta ao Brasil jogar uma repescagem, em setembro, para tentar voltar ao Grupo Mundial da Copa Davis em 2014.

Os Estados Unidos são os maiores vencedores da competição entre países, com 32 títulos. O último deles foi em 2007.

Classificados, os americanos terão uma parada duríssima nas quartas de final da Davis: eles irão encarar a Sérvia de Novak Djokovic, número 1 do mundo.

Leia também:  União estreia neste domingo no Brasileirão série D
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.