O vice-presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou ontem (20) que o regresso do presidente Hugo Chávez ao país foi decisão do próprio Chávez. Ele deixou Cuba após 68 dias de tratamento contra um câncer e se internou no Hospital Militar de Caracas na segunda-feira (18).

Segundo o mais recente boletim médico, divulgado três dias depois de seu retorno, persiste “um certo grau de insuficiência respiratória”. Por isso, Chávez respira por meio de uma cânula traqueal e apresenta “dificuldade temporária para falar”.

Nicolás Maduro falou sobre a decisão de Chávez durante a inauguração do novo sistema de televisão digital venezuelano. O vice-presidente explicou que, após haver terminado a segunda etapa do tratamento complementar em Havana, Chávez lhe disse: “Bem, companheiro, creio que chegou a hora do meu regresso à pátria, para continuar o tratamento na Venezuela”.

Leia também:  Incêndio queima mais de 4 mil hectares na França e moradores são obrigados a deixar suas casas
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.