As acusações de que o vice-governador Chico Daltro (PSD) estaria concentrado muito poder feitas pelo deputado Emanuel Pinheiro (PR), provocou uma avalanche de acusações durante a sessão desta quinta-feira (21/02) na Assembleia Legislativa do Estado, isso porque o presidente regional da sigla, que também é o presidente da casa de leis, José Rivas, além de rebater as acusações de Pinheiro, ainda partiu para o ataque.

Segundo o presidente da assembleia que estaria concentrado poder e estaria na ilegalidade seria Emanuel Pinheiro que estaria recebendo dois salários como parlamentar um por estar atuando e outro advindo do Fundo de Assistência Parlamentar (FAP).

O bate boca entre Riva, que chamou Emanuel de inimigo declarado só não ficou pior porque o presidente em exercício, Deputado Romoaldo Jr. (PMDB), decidiu encerrar a sessão.

Leia também:  PMDB ainda espera por Ibrahim

A briga promete novos rounds e pode azedar de vez o relacionamento PSD e PR, que pode ter consequências nas eleições de 2014.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.