Reunião aocnteceu na Câmara Municipal- Foto: assessoria / Câmara
Reunião aconteceu na Câmara Municipal- Foto: assessoria / Câmara

Os vereadores estiveram reunidos com o Secretário Adjunto de Infraestrutura do Estado, Zé Márcio Guedes, e os engenheiros e proprietários da empresa Ensercom, responsável pelas obras do Córrego Canivete. Eles explicaram a obra e também porque a empresa iniciou os trabalhos apenas no final de 2012 quando pegou a obra. “Essa obra foi garantida em 2010 pelo então governador, Blairo Maggi, mas devido ao atraso na licitação, e a desistência da empresa vencedora e depois da segunda colocada, quase que a verba foi devolvida. O que houve foi empenho tanto do governo do estado quanto da empreiteira para garantir que a obra começasse e assim pudesse ser garantida”, explicou o Secretário Adjunto.

Mauro Campos (PT), que conhece bem a região, pediu explicações sobre a obra, preocupado com o volume de água que durante essas chuvas tem sido visto ali. “A gente sabe que toda água dos bairros Pindorama, Jd. Quênia, Vila Cardoso, Jd. Ipê, Santa Bárbara, Jd. Rivera, Sta Clara, Jd. Tropical e Nossa Senhora da Glória vão desembocar ali e será que vai suportar?”, questionou o vereador.

Leia também:  Unemat pauta curso de Direito e Logística para Rondonópolis

O engenheiro Edmar Botelho, dono da Ensercom explicou que a obra tem três frentes de trabalho, a canalização do Córrego Canivete, a ampliação das galerias e ainda o asfaltamento dos bairros adjacentes ao córrego. Ele explicou que a canalização tem mais outras sessões, a que está pronta é apenas a primeira parte, ao final, a última sessão terá oito metros de abertura. Quanto ao volume, ele explicou que a água dentro da canalização corre muito mais rápido do que na rua e que o projeto desenvolvido pela empresa foi levando em conta o estudo hidrológico do local.

“Sabemos que a empresa deu passos nessa obra com responsabilidade. Até porque a qualidade do trabalho poderia ficar comprometida. O que nós queremos é cronograma de atividades e garantia da empresa que esta obra será terminada. Não podemos aceitar mais aqui na nossa cidade obras realizadas de qualquer jeito e sem prazo”, disse o presidente da Câmara Municipal, Ibrahim Zaher (PSD).

Leia também:  Ala do DEM projeta Sachetti ao senado

“Assim que esse período chuvoso passar, vamos aumentar o número de trabalhadores na obra em três frentes de trabalho. Quero entregá-la em dezembro de 2013. Ela vai precisar de algumas adequações, mas vamos trabalhar para cumprir essa meta”, afirmou Edmar Botelho, da Ensercom.

“Acreditamos na retomada das obras após as chuvas e ainda queremos agradecer a Câmara Municipal de Rondonópolis que sempre foi nossa parceira nessa luta”, afirmou Nilza Serqueira, representante da Comissão Pró Canalização do Canivete e asfaltamento dos bairros adjacentes.

Participaram da reunião todos os 21 vereadores, representantes da Comissão Pró-Canivete além do deputado estadual Jota Barreto (PR).

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.