Os alunos que frequentam escolas da rede municipal na zona rural irão contar com mais um elemento para melhorar a educação: a internet. Até então, somente os alunos da escola Padre Dionísio Kuduavizcz, na Cascata, podiam aprender no mundo virtual. A proposta é que todas as escolas passem a ter internet móvel logo no início deste ano letivo. A compra dos aparelhos já foi autorizada pela secretária de Educação, Ana Carla Muniz.

“Uma das nossas metas é informatizar todas as escolas. Não podemos compreender como trabalhar num laboratório de informática sem internet nos dias de hoje”, afirmou a secretária.

As escolas adotarão o modelo criado pelo professor de matemática e do diretor da escola Padre Dionísio para fazerem o laboratório finalmente funcionar como deveria. A partir da internet móvel adaptada a um equipamento o sinal wireless (sem fio) é gerado para todos os computadores, permitindo que os alunos aprendam além das paredes da sala de aula.

Leia também:  2ª Noitada de Boxe Olímpico acontece em Rondonópolis

“Tentamos várias vezes fazer adaptações para chegarmos a este projeto que felizmente deu certo e gera sinal para os computadores. Agora nossa meta é ampliar o projeto para que o sinal da internet chegue até 50 metros da escola, assim os alunos poderão usar os celulares e outros equipamentos na hora do recreio”, contou Marionildo Marzochi, diretor da escola.

O projeto desenvolvido na escola contou com a criatividade e colaboração dos profissionais da escola, que faziam cotinha para pagar a conta da internet móvel, que era de R$ 129,00. Cada profissional contribuía com a parcela de R$ 11,00 todos os meses. Agora o município custeará o serviço.

Para Marionildo, a internet é um ganho para as escolas, tanto no que se refere ao processo de ensino-aprendizagem quanto à agilidade nos procedimentos administrativos. “Agora mandamos todos os ofícios e comunicações para a secretaria de educação por email, antes tínhamos que fazer pessoalmente, e também fazemos a transmissão de dados para os programas federais da própria escola”. A escola onde Marionildo é diretor fica a 60 quilômetros de Rondonópolis.

Leia também:  IFMT Rondonópolis abre inscrições para Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.