Tomate

Consumir tomate pode reduzir o risco de doenças cardíacas. De acordo com um estudo realizado na Universidade de Tufts, em Boston, nos Estados Unidos, o fruto contém licopeno, um antioxidante responsável por sua cor vermelha, que pode ter efeitos poderosos para proteger o coração. As informações são do site do jornal Daily Mail.

Estudos anteriores sobre a relação do licopeno com doenças cardíacas apresentam resultados controversos. Enquanto alguns mostram que os níveis elevados da substância no corpo diminuem os riscos de ataques cardíacos, outros não apontam qualquer resultado óbvio.

Os cientistas da Universidade de Tufts analisaram dados de mais de uma década sobre a ingestão de licopeno e seus efeitos sobre o sistema cardiovascular. Foram comparadas as condições de centenas de pacientes que participaram do projeto Framingham Offspring Study.

Leia também:  O que aprender com os erros na alimentação

Os participantes registraram seus hábitos alimentares, apontando a ingestão de tomate na dieta.

Os resultados publicados no British Journal of Nutrition mostraram que comer alimentos contendo licopeno regularmente por 11 anos reduz o risco de doenças do coração em 26%, mas não tem efeitos sobre as chances de um acidente vascular cerebral (AVC).

No ano passado, um estudo finlandês mostrou que homens com baixos níveis de licopeno tinham até 60% mais probabilidades de sofrer um ataque cardíaco.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.