Fabrício queria matar também o marido da vítima
Fabrício queria matar também o marido da vítima – Foto: Hilton Rodrigues / Diário de um Repórter

A falta de pagamento de uma dívida de R$ 150 terminou em um crime bárbaro, anteontem, na zona rural de Conselheiro Lafaiete, na região Central de Minas. Revoltado com a demora para receber o dinheiro, o ex-presidiário Fabrício de Jesus Rosa (24), que havia feito um serviço de capina para Maria Aparecida Milton (49), matou a vítima com golpes de facão em um pasto, próximo à residência dela.

De acordo com a Polícia Civil, Maria Aparecida foi surpreendida pelo agressor pouco depois de sair de casa para ir a um velório. O corpo da vítima foi encontrado por uma pessoa que ouviu os gritos de socorro. A testemunha ainda teria visto o jovem fugindo com a arma do crime e as roupas sujas de sangue.

Leia também:  Dupla rouba motocicleta enquanto transitavam em via pública

A violência impressionou a comunidade rural. A dona de casa teve os dedos de uma das mãos arrancados, provavelmente quando tentava se defender dos golpes.

O suspeito foi preso por policiais militares, no fim da noite de anteontem, após ser flagrado saindo de uma mata, onde teria ficado escondido durante o dia. Em depoimento, Fabrício Rosa confessou o crime.

“Ele disse que o plano era matar a mulher e o marido dela porque havia capinado o lote da casa deles, mas não recebeu o pagamento pelo serviço”, informou a delegada Elenita Ferreira.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.