Além da dúvida do prefeito Percival Muniz (PPS) de quem deve ser o novo secretário (a) de Saúde do município, existe uma pequena guerra nos corredores do Paço Municipal para forçar a indicação de quem irá assumir o comando da Secretaria.

Entre os nomes cotados, está o do enfermeiro Israel Paniago, que atualmente comanda o Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) que tem sido impulsionado pelo secretário Fábio Cardozo (PPS), que já foi secretário de Saúde e esperava voltar ao cargo na gestão Percival, para utilizar a Secretaria, como foi no caso da sua eleição para vereador, como alicerce de sua campanha de deputado estadual.

Apesar da enfermeir, Vânia Scapin, também ser ligada ao secretário Fábio Cardozo, seu nome seria uma segunda opção do comandante da secretaria de infraestrutura, caso o prefeito não ceda aos apelos de Cardozo pela nomeação de Israel.

Leia também:  Temer diz que se não tiver votos, reforma da Previdência ficará para fevereiro

Já a funcionária pública de carreira Marildes Ferreira Arantes (PPS) estaria correndo “por fora” já que seria a única que não teria “padrinhos” a fazer lobby pelo seu nome, apesar de sua grande capacidade, de ter participado da equipe de elaboração do plano de governo de Percival Muniz e da equipe de transição, além do seu marido, o artista plástico e ativista cultural, Valcides Arantes (PPS) ter sido candidato a vereador nas últimas eleições.

EM TEMPO

Valcides Arantes na eleição 2008 foi um forte cabo eleitoral de Fábio Cardozo e só deixou de apoiá-lo em 2012 para tentar sua eleição para a Câmara Municipal.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.