Após a longa viagem até a Venezuela, que durou cerca de 10 horas, o elenco do Fluminense fez na tarde de terça-feira, 12, o treino de reconhecimento do Estádio Universitário de Caracas, onde enfrenta a equipe do Caracas Fútbol Club, nesta próxima quarta-feira, 13, às 22h, na estreia da Copa Bridgestone Libertadores da América. Diante de um gramado castigado, os jogadores realizaram treinamentos de dois toques e bola parada, além do tradicional recreativo das vésperas de jogos.

Disputando a sua terceira Libertadores pelo Fluminense, o lateral-esquerdo Carlinhos conversou com a imprensa após as atividades e transmitiu o sentimento do grupo diante da estreia.

“Eu queria que começasse logo. É um campeonatobom de se jogar, com um nível muito bom para a gente atuar. Todo mundo fica na expectativa de que a Libertadores comece por se tratar de um campeonato diferente”, destacou o camisa 6 tricolor.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

Questionado sobre as condições do gramado, Carlinhos expressou a opinião geral da delegação.

“A maioria das pessoas pode não notar pela televisão, mas quem está aqui pode ter a certeza de que será um adversário a mais. Mas estará ruim para os dois. Nós teremos essa dificuldade e temos que superá-la”, enfatizou o lateral.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.