Foto: internet
Foto: internet

A equipe de transição da Justiça Eleitoral de Mato Grosso, liderada pelo diretor geral, Mauro Sérgio Rodrigues Diogo, se reuniu com o futuro presidente do Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Juvenal Pereira da Silva, que assumirá a presidência no próximo dia 15 de abril. Durante a reunião foram discutidos os projetos em andamento, coordenados pelo atual presidente, desembargador Rui Ramos Ribeiro, cujo biênio se encerra no dia 13 do mesmo mês.

O desembargador Juvenal Pereira elogiou a coesão e o nível de comprometimento da equipe técnica do Tribunal com a qualidade dos serviços prestados à população. Ele destacou ainda que pretende dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido, em especial no que diz respeito à transparência das ações, desenvolvimento tecnológico, valorização do serviço de outras áreas do Tribunal, como a Corregedoria, e celeridade nos julgamentos das demandas judiciais.

Leia também:  Dobram os casos de febre Chikungunya no 1º semestre em MT

“Não estou aqui para desfazer o serviço conquistado com muito suor pelos magistrados e servidores. O Tribunal Regional Eleitoral avançou muito com o desembargador Rui Ramos e sua equipe. (…) Quero mostrar o serviço de todos os setores, valorizar o trabalho de todos, desde as nossas auxiliares que mantém a limpeza do Tribunal até os juízes membros do Pleno. Todos somos parte importante da Justiça Eleitoral”, disse o desembargador Juvenal Pereira, ao delinear sua forma de gestão.

Dentre os dados apresentados para o desembargador destacam-se a construção de dois novos cartórios eleitorais ainda em 2013, em Sorriso e Lucas do Rio Verde. O diretor geral informou que o planejamento do Tribunal é construir no mínimo dois novos cartórios eleitorais a cada ano. Atualmente, dos 60 cartórios eleitorais, 12 funcionam em sedes próprias. Os demais estão instalados em prédios alugados.

Leia também:  Concurso da Seduc recebe mais de 250 mil inscrições
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.