O Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT) aponta que no mês de novembro de 2012 foram abatidas 467 mil cabeças de gado, um aumento de 11,44% cabeças que no mesmo mês de 2011 e 38,54% que novembro de 2010.

Após quatro anos consecutivos registrando abates abaixo de 5,0 milhões de cabeças, o acumulado até novembro de 2012 já registra um número superior, foram 5,05 milhões de cabeças de gado enviadas ao gancho.

Para o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) justificou a manutenção da utilização da capacidade instalada de abate no Estado acima dos 40%, no segundo semestre. Caso se confirmem as previsões do Imea, o ano de 2012 registrará o maior abate da história de Mato Grosso, superando as 5,3 milhões de cabeças de 2007. A utilização da capacidade frigorifica instalada no Estado de Mato Grosso, o ano de 2012 está com uma média de 42% de utilização, isto é 5,1 p.p. mais que 2011.

Leia também:  Liminar suspende leis que dispensavam licenciamento para pequenas pisciculturas

Segundo dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) o Estado de Mato Grosso exportou em 2012, 22,8 mil toneladas de miúdos bovinos, um aumento de 4,65 mil toneladas quando comparado ao total exportado no ano de 2011. O principal comprador de miúdos bovinos de Mato Grosso é a China com uma participação nas exportações do Estado em 2012 de 68,6%. Tal resultado em 2012 ficou abaixo do registrado em 2011, ano em que a participação da China era de 71,5%, ou seja, uma diminuição de 2,9 p.p..

Com relação a receita gerada com as vendas de miúdos de bovinos, o ano de 2012 totalizou o valor de US$ 52,2 milhões de dólares. Assim, no ano de 2012, se considerado todos os produtos de origem bovina que foram exportados por Mato Grosso, os miúdos representaram 11,63% do volume e 6,10% da receita.

Leia também:  Contribuintes têm até o dia 10 para aderir ao Refis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.