O Japão registrou um déficit recorde na balança comercial no mês de janeiro, no valor de de 1,6 trilhão de ienes (equivalente a US$ 17,1 bilhões). O déficit ocorre mesmo depois de o governo tentar contornar a tendência de queda nas exportações, desvalorizando o iene.

Com a desvalorização, as exportações até chegaram a subir em janeiro. Mas, com o iene mais barato, a conta das importações também ficou mais cara, anulando o saldo positivo.

O déficit comercial do Japão também foi afetado pela alta no preço dos combustíveis. O país aumentou o consumo de combustíveis após a crise envolvendo as usinas nucleares, posterior ao acidente da Usina Nuclear de Fukushima.

Advertisements
Leia também:  Ataque terrorista em restaurante de país africano deixa 18 mortos e 10 feridos

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.