O leite é uma das cadeias produtivas do Estado com grande potencial econômico na agricultura familiar. Pela primeira vez em Mato Grosso será realizado o ‘Encontro dos Produtores de Leite da Baixada Cuiabana’, no dia 09 de março, em Santo Antônio do Leverger (35 km de Cuiabá), na Estância Maués, localizada na Rodovia Palmiro Paes de Barros, km 25 ao lado da substação.

O evento é gratuito e destinado a produtores rurais e técnicos. De acordo com um dos organizadores, médico veterinário e sócio-proprietário da Estância Maués, Danielson Olsson, o Encontro surgiu da necessidade de obter acesso as novas tecnologias para implementar no dia a dia do campo. “O produtor precisa estar atento as novidades que surgem a todo momento”, destaca.

Leia também:  Prouni abre inscrição para 77 mil bolsas em universidades privadas nesta segunda

O Encontro será promovido pela Premix, Semex e a Maués Prestadora de Serviços Agropecuários com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), que através do Programa de Desenvolvimento da Cadeia Produtiva do Leite vem realizando Capacitação Continuada para os técnicos que atuam na assistência técnica aos produtores de leite de Mato Grosso. A capacitação é feita pela metodologia de transferência de tecnologia desenvolvida pela Embrapa Agrossilvipastoril de Sinop tendo ainda como parceiros o Ministério de Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Organização das Cooperativas do Brasileiras (OCB-MT) e pela Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer).

De acordo com o médico veterinário, Carlos Guilherme Dorilêo Leite, coordenador da Cadeia Produtiva do Leite da Sedraf, estas ações vêm atender os principais pilares do aumento do Programa de Desenvolvimento da cadeia do Leite, no que tange ao aumento de produção e produtividade do rebanho leiteiro assim como a melhoria da qualidade do leite aumentando a renda do produtor do nosso Estado.

Leia também:  Caminhoneiros cogitam bloquear no dia 1° as rodovias federais 163, 070 e 364

O Secretário de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), Meraldo Figueiredo Sá, compartilha a mesma ideia e reforça que essa união de esforços é de suma importância para aumentar o índice de produtividade do setor leiteiro em Mato Grosso. “Essa integração com várias entidades parceiras e com a participação dos produtores contribui para o fortalecimento da cadeia produtiva do leite”, pontua.

Case de Sucesso – A Estância Maués foi escolhida para sediar o evento por ser considerada modelo na produção de leite. O local conta com 56 hectares.  A Estância Maués entrou no mercado de produção de leite há nove anos e produz uma média de 33 mil litros de leite por mês,  com a produção anual de 396 mil litros. O sistema de manejo de pastagem chamado Voisin,  um método sustentável, ajudou a Estância Maués despontar na produção de leite no Estado de forma higiênica e de qualidade.

Leia também:  Ex-secretária de MT é condenada a indenizar o PT por difamação

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.