Foto da assessoria
Foto da assessoria

Após congelar durante um ano a ideia de reativar a Lemat – por conta da suspeita de cartas marcadas -, o governo enfim voltou a dar andamento ao processo de criação da Loteria Estadual de Mato Grosso (Lemat).

No próximo dia 11 de março, o governo realizará uma consulta pública para definir a empresa que fará a operação da loteria.

Poderão participar da consulta empresas nacionais ou estrangeiras operadoras ou gestoras de sistemas de loterias em meio eletrônico e em papel.

A instalação da Lemat sofreu um retardo em abril do ano passado, após o Diário divulgar trechos de grampos feitos pela Polícia Federal em e-mails pertencentes a pessoas ligadas ao bicheiro Carlinhos Cachoeira, acusado de comandar o jogo do bicho em Goiás e de ter ligações com políticos como o ex-senador Demóstenes Torres.

Leia também:  Pró-Limão transforma vida de pequenos produtores rurais em Mato Grosso

As conversas envolviam Adriano Aprígio de Souza – cunhado e, segundo a PF, um dos laranjas de Cachoeira – e o argentino Roberto Coppola, consultor do bicheiro. Às 8h39 de 5 de outubro de 2010, dois dias após a eleição em que o Silval Barbosa foi reconduzido ao cargo de governador, Adriano enviou a seguinte mensagem ao argentino: “Roberto, viu o resultado no Mato Grosso? Foi reeleito o governador. E como ficou Santa Catarina agora? Paraná (sic) aquele encontro foi bom com o governador eleito?”, escreveu Adriano.

Em resposta, às 18h52 do mesmo dia, Coppola traça as metas do grupo para loterias nos três Estados, a partir do resultado das eleições. “Agora vamos implantar a loteria em Mato Grosso”, afirmou.

Leia também:  Emissão de RG está suspensa em Mato Grosso

Na época o próprio governador tratou de minimizar o conteúdo dos grampos, atribuindo a informação a uma “conversa de malucos”. Apesar disso, a criação da Lemat foi retardada.

A organização da Consulta Pública, ressalta o edital, objetiva apenas à prospecção do mercado mundial de operadores de loterias para conhecimento de suas soluções tecnológicas e melhores práticas na gestão de loterias, não dando o direito aos seus participantes de qualquer tipo de indenização ou contratação de suas soluções pela Lemat.

A participação das empresas na consulta consiste na apresentação detalhada, em sessão pública, de seu background tecnológico e portfólio de produtos. Serão realizadas em sessões com duração de até três horas para apresentação de cada empresa, sendo que será aberto o intervalo de 60 minutos para respostas a eventuais perguntas elaboradas pela equipe da Lemat, bem como para a troca de informações entre os participantes presentes na sessão.

Leia também:  Governo paga servidores da ativa nesta segunda-feira (10)
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.