Foto: Assessoria

O prefeito Hélio Goulart de Guiratinga enviou expediente a Superintendência de Defesa Civil de Mato Grosso, em Cuiabá, solicitando uma vistoria para decretação de “situação de emergência” em seu município devido à situação das estradas que cortam o município, tanto as estaduais como as vicinais.

A rodovia estadual MT-270, no trecho que liga o Chapadão de Alcantilado a Barra do Garças, está com vários pontos de atoleiro. Nesta quinta feira (07) pelo menos trinta carretas carregadas de soja estão paradas nas proximidades do distrito de Alcantilado.

Já a rodovia MT-110 que liga Guiratinga a Alto Garças e também faz a ligação das áreas de produção agrícola com a BR-364, rumo ao terminal da Ferronorte em Alto Araguaia está com o tráfego de veículos totalmente cortado devido aos inúmeros atoleiros. O trecho da MT-110 que liga Guiratinga a Tesouro e BR-070 também está com atoleiros e preocupa o prefeito Ilton Ferreira daquele município.

Leia também:  Comércio lidera geração de empregos em Nova Mutum

Estradas municipais alternativas para a grave situação, como as que demandam as regiões da Taboca, Areia e Mosquito também estão com o tráfego para veículos interrompidos e nem mesmo o rebanho bovino está conseguindo sair.

Guiratinga possui uma área plantada de aproximadamente 100 mil hectares de lavouras e 7 Assentamentos Rurais que estão com problemas de acesso. “A safra está sendo colhida e os prejuízos podem ser graves se a situação não se resolver. Depois da boa safra que plantamos não podemos perder o grão por causa de falta de condições de saída” reclamou um produtor do Alcantilado.

O prefeito Hélio Goulart entrou em contato com a Secretaria Estadual de Transportes e Pavimentação Urbana – SETPU e o secretário Cinésio Oliveira prometeu o deslocamento da patrulha sediada em Rondonópolis, mas existem outras áreas com problemas no Vale do São Lourenço e somente após uma solução para essas áreas as máquinas devem chegar a Guiratinga. Não está descartada a contratação de empresa particular para serviços emergenciais no Vale do Garças para que a retirada da safra de grãos não fique no prejuízo.

Leia também:  Oito casos de tráfico de pessoas para trabalho escravo é registrado em MT

“A situação está difícil e o maquinário da prefeitura não tem parado nem à noite para dar conta do recado. Estamos cuidando das nossas estradas e das estradas estaduais dentro das nossas limitações. Agora, o Estado precisa colaborar com os municípios, pelo menos com a contrapartida do óleo diesel, coisa eu não vem acontecendo”, reclamou o prefeito.

O Secretário Chefe de Gabinete, Ari Bonilha, que também é o Presidente da Comissão Municipal de Defesa Civil foi convocado pelo prefeito Hélio para colher todo material necessário a solicitar a vistoria dos técnicos da Defesa Civil de Cuiabá. Pelo menos 40 pontos críticos, na zona rural e na zona urbana, foram catalogados para mostrar ao pessoal da defesa civil que deve chegar a Guiratinga até o próximo final de semana.

Leia também:  Em agosto, Barra do Garças realiza a 8ª Caravana da Transformação

A rodovia MT-270 que liga Guiratinga a Rondonópolis, trecho asfaltado, também está toda cheia de buracos e a situação deve piorar com a chuva intermitente que não dá tréguas nem para serviços emergenciais. “Teremos um carnaval dos mais movimentados do Sul do Estado no próximo final de semana e as pessoas precisam ter precaução ao transitar pela MT-270 para não sofrer acidentes graves. Na parte asfaltada não existe risco de interrupção do transito, mas é preciso ter cautela com os buracos”, informa o prefeito Hélio.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.