Dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) apontam que Mato Grosso exportou 2,1 milhões de toneladas de milho, o que resultou em um aumento no preço do frete no Estado.

Após uma exportação de 8,4 milhões de toneladas de milho de julho a dezembro do ano passado e abastecer o mercado interno, se chegou a um estoque de passagem da safra 11/12 de 2,2 milhões de toneladas. Todavia, como 93% da safra já havia sido comercializada até dezembro de 2012, restou para comercialização disponível no Estado 1,1 milhões de toneladas.

No mês de janeiro Mato Grosso conseguiu superar sua maior exportação já registrada na história do Estado. Novembro de 2012 havia apresentado essa máxima exportação até então, com um volume de 1,7 milhões de toneladas. No entanto, durante o primeiro mês do ano de 2013, foram exportados 39,6% a mais que novembro, apresentando um novo número recorde.

Leia também:  Governo inaugura a 15ª escola estadual deste ano em Alto Taquari

De acordo com o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea) a entrega de grãos vendidos no ano passado, o mês de janeiro trouxe para o Mato Grosso, um novo recorde em sua série histórica de exportações de milho.

A comercialização contribuiu com aumento no preço do frete, como por exemplo, no trecho Sorriso – Santos, que em janeiro de 2012 custava R$ 171,50, foi observado uma média de R$ 231,25, incremento de 6%. Portanto, o mercado de milho de MT aguarda a colheita desta safra, uma vez que o estoque da safra passada já está praticamente todo comprometido, sendo entregue nesses primeiros meses do ano.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.