O presidente da Síria, Bashar al-Assad decidiu separar  o ministério do Trabalho e dos Assuntos Sociais e trocou sete ministros, entre eles o do Petróelo e o das Finanças, anunciou a agência oficial Sana neste sábado (9).

O novo ministro do Petróleo é Suleiman Abbas, e a pasta das Finanças ficou a cargo de Ismail Ismail.
O ministério da Habitação e de Desenvolvimento Humano passou para Hussein Farzat e da Agricultura a Ahmad al Qadri, enquanto que Hussein Arnus ficará encarregado do de Obras Públicas.

Uma mulher, Kinda Chmat, passa a ser ministra de Assuntos Sociais, e Hassan Hijazi se ocupará da pasta do Trabalho.

Não foi dada nenhuma explicação sobre esta remodelação que não afeta os ministérios-chave.

Leia também:  Presidente da Rússia parabeniza Assad pela luta contra o 'terrorismo'

O chefe de Estado realizou várias reformas ministeriais desde o começo da reforma popular contra seu governo, em março de 2011, que já deixou mais de 60 mil mortos, segundo a ONU, e jogou o país em uma grande crise humanitária e de refugiados.

A última aconteceu em agosto passado.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.