Os cerca de 138 mil eleitores de Rondonópolis vão ter que comparecer aos Cartórios Eleitorais para fazer o recadastramento no novo sistema de Biometria que será implantado na cidade. O diretor geral do Tribunal Regional Eleitoral, Mauro Sérgio Rodrigues Diogo, explicou que esse mesmo sistema já funciona em outras cidades do Mato Grosso como, por exemplo, em Campo Verde e Chapada dos Guimarães.

“O sistema foi implantado em cidade menores, já em Rondonópolis será um desafio por se tratar do terceiro maior colégio eleitoral do Estado”, fala. De acordo com o diretor até o final de março devem começar esse processo de recadastramento na cidade e que até meados de 2014 deve estar pronto.

Leia também:  Após baixa de dois, Pátio deve anunciar novo líder na Câmara

O sistema biométrico de urna eletrônica é feito por meio de identificação individual com impressões digitais, íris, assinatura e geometria das mãos. As Urnas Biométricas reconhecem o eleitor através de sua impressão digital, facilitando sua identificação e diminuindo o tempo gasto no dia da votação.

Segundo o diretor a Justiça Eleitoral, que já possui o mais rápido processo eleitoral do mundo, alcança um importante estágio de segurança com as novas Urnas Biométricas, já que não existem duas impressões digitais iguais no mundo, reduzindo significantemente a possibilidade de uma pessoa votar por outra.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.