Em discurso na festa de comemoração dos dez anos do PT no governo, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou nesta quarta-feira (20) que a resposta aos ataques do PSDB é a reeleição da presidente Dilma Rousseff em 2014.  Com a presença de três condenados no processo do mensação, José Dirceu, ex-ministro chefe da Casa Civil  o ex-presidente do PT José Genoino, e o deputado federal João Paulo Cunha, Lula também disse não temer o debate sobre corrupção.

O senador Aécio Neves (PSDB), provável candidato tucano à presidência da República, discursou nesta quarta no Senado e apontou as “13 falhas do PT”. Entre os itens enumerados como fracassos pelo tucanos, está o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) e a falta de investimentos em infraestrutura no país, como problemas em estradas e aeroportos.

Leia também:  População brasileira vai "compreender aumento de impostos", diz Temer

“Eu não vou responder a eles, vou dizer que nesses dez anos do PT, que a resposta que o PT deve dar a eles é a gente dizer que eles podem se preparar, eles podem juntar quem eles quiserem, porque nós vamos dar como resposta a eles a reeleição de Dilma como presidente em 2014. É essa a consagração da política dos trabalhadores”, disse Lula.

Para Lula, outra resposta ao PSDB foi a vitória do prefeito Fernando Haddad em São Paulo.

“Nós aqui estamos crescendo, mas os de lá estão fragilizados. O resultado mais eloquente foi a eleição em São Paulo porque já tinha gente declarando a vitória deles. Porque esse moço (Haddad) nunca tinha sido nada, com a presidente Dilma”, disse.

Leia também:  Câmara dos Deputados deve votar criação da Federal de Rondonópolis em agosto

“Eles (PSDB) estão inquietos porque percebem que estão sem valores, sem discursos, sem propostas porque toda e qualquer coisa que eles pensarem em fazer, nós fizemos mas e melhor. Por isso que nós queremos fazer esse debate com eles, com a opinião publica e imprensa. Se tem uma coisa que não temos medo é o debate”, completou.

Lula também afirmou que o PT não tem medo de comparar o governo petista com o governo tucano.

“Não temos medo de comparação, inclusive comparação e debate sobre a corrupção. Todo mundo sabe que tem duas formas de a sujeira aparecer: uma é mostrar, a outra é esconder. E eu duvido que tenha um governo na história desse país que criou mais transparência e mais instrumentos de combate à corrupção do que o nosso governo”, disse o ex-presidente.

Leia também:  Vereador Thiago Silva questiona valores cobrados pelo Pátio Rondon e pede providências

Depois de Lula, foi a vez de Dilma discursar. A presidente acompanhou seu antecessor e e fez críticas à oposição.  A presidente afirmou que o PT construiu seu governo sozinho sem a herança do PSDB, que governou anteriormente. “Nós não herdamos nada, o [ex-]presidente Lula. Nós construímos”, disse Dilma. Mais cedo em Brasília, Aécio disse que o PT estava “exaurindo a herança bendita” do governo Fernando Henrique.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.