Prestes a completar nove anos de existência, o disque denúncia 197 da Polícia Judiciária Civil, contabiliza 52.161 comunicações de crimes registradas. O serviço é disponibilizado no Centro Integrado de Segurança e Cidadania (Ciosp), para que qualquer cidadão possa fornecer informações sobre crimes e outras formas de violência, de maneira segura e anônima.

Em 2012, foram 46.184 ligações recebidas pelo disque denúncia e 9.301 denúncias registradas. Todos os anos, o tráfico de drogas lidera as chamadas no 197. Em 2012 foram 5.715 denúncias, sendo 3.976 trafico e 1.739 sobre usuários de drogas. Em segundo lugar estão os roubos e furtos com 912 comunicações. Em seguida vem os homicídios com 408 denúncias; pessoas foragidas com 393, porte ilegal de arma de fogo com 386; receptação com 210; crimes contra menores com 267 informações cadastradas, entre outros crimes.

As denúncias de tráfico de drogas dão origem a grande parte dos mandados de busca e apreensão requisitados pela Delegacia Especializada Repressão a Entorpecentes (DRE). Muitas investigações iniciada com uma denúncia resultaram em apreensões de drogas e prisão em flagrantes de traficantes, principalmente no fechamento de bocas de fumos, que tanto incomoda á comunidade.

Leia também:  Rodovias federais de MT terá reforço de fiscalização durante feriado de 7 de setembro

Conforme o delegada titular da DRE, Alana Darlene Cardoso, as denúncias têm atenção especial na unidade. “Todas são cadastradas no banco de dados da delegacia, que verifica a ocorrência da denúncia em um mesmo local”, afirma. Mas segundo a delegada, muitas denúncias configuram apenas a prática do uso de entorpecentes.

“Essas denúncias confundem o uso com o tráfico. Uma movimentação grande numa casa significa concentração de usuários”, explica. “Mas é importante para a Polícia essa participação da população”, incentiva.

Para o delegado titular da Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (DERF) de Cuiabá, Roberto Pereira Amorim, as denúncias realizadas através do 197, auxiliam muito o trabalho da Polícia Civil. “Temos desvendado vários crimes através das denúncias realizadas pelo 197. A iniciativa da população de denunciar contribui muito para o nosso trabalho” ressaltou o delegado.

Com atendimento 24 horas todos os dias da semana, a central telefônica do 197 dispõem de cinco atendentes da Associação Pestalozzi e seis policiais civis, divididos em escalas de plantão de três turnos. Os operadores são responsáveis por coletar os mais variados tipos de denúncias que auxiliam no trabalho preventivo e repressivo das delegacias da Polícia Civil.

Leia também:  Caravana do FCO é realizada em Jaciara e Alto Araguaia

O serviço de atendimento da Polícia Civil no CIOSP, ainda presta importante auxílio aos policiais de rua, seja da Grande Cuiabá ou do interior do Estado, com a checagem de dados de veículos, condutores, identificação criminal e civil e mandados de prisão. Na Grande Cuiabá o assessoramento é feito via rádio e pelo 197. No interior o policial liga no (65) 3613-6997, para fazer a checagem nos sistemas de informações de Segurança.

Em 2012, os operadores realizaram 100.216 consultas nos sistemas QWS e Infoseg, sendo 29.884 checagens de identificação criminal e 33.564 de identificação civil, 11.184 mandados de prisão verificados e checagem de 10.171 condutores de veículos.

Em 2012, as denúncias tiveram uma queda em relação ao ano de 2011, que registrou 7.991 informações. A chefe de operações da Polícia Civil no Ciosp, Daise Beckamann Morel Luck, explica que isso está ligado ao número de operadores para atender o grande número de chamadas. Segundo Daise, algumas ligações deixam de ser atendidas devido à duração do atendimento, cerca de 30 minutos, dependendo da natureza do crime.

Leia também:  Comércio lidera geração de empregos em Nova Mutum

“O atendente anota as informações sobre os dados do local da ocorrência ou da pessoa denunciada e encaminha à unidade policial mais próxima do fato denunciado ou para a delegacia especializada no crime”, pontua.

Nos municípios do interior do Estado, o serviço 197 também está disponível a população. No entanto, o telefone de três dígitos é redirecionado a Delegacia da Polícia Civil local. No interior, 80% dos municípios com delegacias da Polícia Civil recebem as denúncias via 197, devido à facilidade de memorização do número. Caso o denunciante queira ligar no CIOSP, em Cuiabá, o contato para os moradores do interior é o telefone (65) 3613-6997 ou ainda pelos e-mails [email protected] ou [email protected], para qualquer pessoa.

Para o delegado geral da Polícia Judiciária Civil, Anderson Garcia, quando o cidadão participa ativamente das ações de segurança pública, seja com denúncias ou cobrando a resolução de crimes, faz com que os órgãos de Justiça e Segurança se esforcem cada vez mais para o controle da criminalidade e violência, dando respostas efetivas e mais céleres.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.