Situação e planejamento para melhoria das rodovias mato-grossenses foi o tema central da reunião entre representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas de Mato Grosso (Sindmat), Sindicato dos Caminhoneiros Autônomos de Sorriso e Região (Sindicam) e Sindicato dos Motoristas Profissionais e Trabalhadores em Empresas de Transportes Terrestre de Cuiabá e Região (STETTCR) e o secretário de Transportes e Pavimentação Urbana, Cinésio de Oliveira.

Em seu gabinete, nesta segunda-feira (18), o secretário disse que já foi publicada uma tomada de preço para fazer capa asfáltica em alguns pontos da MT-407, a rodovia Imigrantes. Também disse que será feita limpeza das margens e sinalização em toda sua extensão. No momento, em caráter emergencial, a Setpu mantém na via uma equipe que realiza operação tapa buraco.

Leia também:  Final de semana em Cuiabá tem peças de teatro, filmes e exposições

Em meados de janeiro, devido a péssima condição de rodovia, caminhoneiros bloquearam a passagem de veículos na rodovia. O trânsito foi liberado após acordo entre manifestantes e governo estadual. Na ocasião, a Setpu prometeu iniciar a operação tapa-buracos no prazo de

30 dias, prazo vencido nesta segunda. O secretário disse também que especialistas garantem não haver risco de desabamento da ponte localizada sobre o rio Cuiabá, na Imigrantes.

O secretário citou que, por meio de ofício, o governador solicitou ao Ministério dos Transportes apoio para autorizar o DNIT a efetuar a restauração da rodovia ou incluí-la em definitivo no Plano Viário Nacional.  No momento, em caráter emergencial, a Setpu mantém uma equipe que realiza operação tapa buraco na Imigrantes.

Leia também:  Projeto oferece capacitação nos EUA a professores de língua inglesa da educação básica pública

Oliveira destacou ainda que nos pontos mais críticos da MT-170, no noroeste de Mato Grosso, máquinas já começaram a atuar. Destacou ainda que, após o período de chuvas, esse trabalho será intensificado. “Para a rodovia Imigrantes e para as regiões onde se formaram atoleiros, vamos cobrar dos nossos representantes no Congresso que atuem no sentido de acelerar a liberação de recursos a serem destinados a Mato Grosso”, pontuou o presidente do Sindmat, Eleus Vieira de Amorim.

Participaram da reunião os presidentes do Sindicam, Walter Jonas de Souza. Do Sindmat, ainda estavam presentes o diretor executivo, Gilvando Alves de Lima, e o assessor jurídico Ronise Antônio Barbosa.

Representando o STETTCR, o secretário de administração e finanças, Olmir Justino Fêo. (Com informações da Ass. Setpu)

Leia também:  Arraiá do Vale e Festival de Viola Feminina acontecem nos dias 13, 14 e 15 de julho
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.