A Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Vigilância Sanitária, determinou a interdição cautelar de medicamentos utilizados em exame de ressonância magnética, com a finalidade de diminuir risco de danos à saúde. A medida se faz necessária devido aos óbitos registrados no município de Campinas (SP), que estão sob investigação uma vez que podem estar relacionados a exames de ressonância magnética, com utilização de contraste. As vigilâncias sanitárias dos municípios executarão as investigações e interdições.

A medida visa a interdição de maneira cautelar pois deverão ser segregados, embalados, identificados e os termos de interdição deverão ser lavrados pela vigilância sanitária local, sendo os proprietários como fiel depositário. Após a conclusão das investigações que estão sendo realizada pela ANVISA, a Vigilância Sanitária do Estado, determinará as providencias cabíveis.

Leia também:  MPE denuncia parlamentar por lesão corporal e ameaça praticados contra jornalista em Juara

Os medicamentos são
Soro fisiológico 10ml laboratório Samtec. Lote: SOG Validade 02/2014
Soro fisiológico 10ml laboratório Samtec. Lote SSN Validade: 05/2014
Soro fisiológico 10ml laboratório Equiplex. Lote 1230970 Validade: 07/2014
Contraste Dotaren, Laboratório Guebert. Lote: 12GD324C Validade: 10/2015
Contraste Magnevistan, Laboratório Bayer. Lote 11568D Validade: 03/2015.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.