Em reunião com o Secretário de Transporte e Trânsito, Argemiro José Ferreira, o vereador Adonias Fernandes (PMDB) solicitou agilização na implantação do Sistema de Estacionamento Rotativo Pago, aprovado pela Lei 6.961, ainda em outubro de 2011.

Denominado de Rotativo Rondon, o sistema prevê um tempo de permanência máximo de duas horas e com tarifa a ser fixada pelo Poder Executivo, cujo montante arrecadado será utilizado em sua manutenção.

“O secretário Argemiro nos colocou sua disposição em implantar esse sistema o mais breve possível, uma vez que já tem em mãos estudos baseados em experiências utilizadas em outras cidades, como Campo Grande, no Mato Grosso do Sul”, disse o parlamentar, acrescentando que o motivo principal desta implantação, deve-se à falta de vagas para estacionamento na região central da cidade. “Queremos tirar a lei do papel”, frisou ele.

Leia também:  Ana Carla Muniz será suplente de senador na chapa de Mauro Mendes

O sistema Rotativo Rondon, de acordo com a legislação, abrangerá as ruas situadas entre as avenidas Dom Wunibaldo e Presidente Kennedy e entre a ruas Floriano Peixoto e Pedro Ferrer, fechando o quadrilátero central. O horário de funcionamento será das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 12h, aos sábados, exceto feriados e será destinado aos veículos de passageiros e de carga com dois eixos (com peso bruto total e combinado de até 10 mil quilos) e vans com capacidade de até 24 pessoas.

“Vamos conversar com o prefeito Percival Muniz para que a lei passe a valer”, acrescentou, dizendo ainda que irá propor a realização de uma audiência pública com segmentos representativos da sociedade, como ACIR e CDL e empresariado, “que possuem incidência direta com o tráfego de veículos”, resumiu.

Leia também:  Com recuo de Dorner, PSD investe em candidatura do ex-prefeito de Confresa para deputado federal

Adonias aproveitou a reunião também para solicitar ao secretário de Transporte e Trânsito que seja efetuada sinalização de ruas e construídas rotatórias em locais considerados críticos, como o cruzamento da avenida Presidente Médici com a rua Piauí, “local este que registra grande passagem de escolares, que frequentam a Escola Estadual Joaquim Nunes Rocha e também a saída de veículos de duas concessionárias de automóveis, além do próprio trânsito da avenida”, destacou, acrescentando também que outra rotatória também se faz necessária, no cruzamento da rua José Pinto com a rua Piauí, no bairro Planville.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.