Após a 30ª vitória, Cacá Bueno beija a barriga da esposa Talita (Foto: Miguel Costa Jr. / MF2)
Após a 30ª vitória, Cacá Bueno beija a barriga da esposa Talita (Foto: Miguel Costa Jr. / MF2)

Neste domingo Cacá Bueno somou mais uma vitória à sua já extensa coleção. Ao cruzar a linha de chegada da primeira etapa da temporada 2013 da Stock Car, o pentacampeão superou um fim de semana que começou difícil e participou de uma disputa sensacional com Valdeno Brito e Átila Abreu para vencer pela 30ª vez na categoria. Ao descer do carro, o piloto da RBR Mattheis encontrou a esposa Talita, que está grávida de sete meses. Na barriga dela, um recado bem direto: “Pai, você é f…”. Uma forma de mostrar que, mesmo antes de nascer, o herdeiro já tem motivos para sentir orgulho do pai campeão.

– Quero ser, com certeza, o super-herói do meu filho. Quando ele nascer não tem essa história de ficar mais lento, vou ficar ainda mais rápido. Quero que ele veja o pai ao vivo ganhando e vá para a escola contar aos amigos. Filho é o maior troféu que Deus me deu – vibrou o piloto do carro número 0, que foi campeão pela primeira vez em 2006.

Leia também:  Antigo Luthero vira cult e ganha lembrança especial do torcedor

Embora tenha começado o ano no lugar mais alto do pódio, o piloto carioca adverte que foi uma prova muito complicada. Começando o fim de semana com um carro que era um segundo por volta mais lento que a melhor marca, ele conseguiu largar na primeira fila, ao lado do pole position Julio Campos, que abandonou com um pneu estourado. Cacá revela que sua intenção era fazer a mesma tática de Átila e Valdeno, que reabasteceram por volta da décima volta, aproveitando para trocar o pneu traseiro direito. E mais: um erro no pit stop quase jogou arruinou sua prova.

– Foi suado, difícil, emocionante, quase enfartei dentro do carro. Mais uma vez larguei mal, caí de segundo para quarto, quase caí para quinto e mudei minha estratégia por causa disso, parando logo no começo. Depois imprimi um ritmo bom, mas não muito forte, porque a gente fez um pit stop rápido, ganhou algumas posições, mas colocou três litros a menos do que gostaria. Então fiquei economizando combustível ali na frente, tratando de recuperar esses litros perdidos – confessou.

Leia também:  União estreia com derrota diante do Dom Bosco no Luthero

O final da corrida, que teve um pega espetacular pela primeira posição, foi o ápice de uma disputa intensa com os carro 51 e 77. Cacá se aproveitou do fato de que Átila Abreu, que tinha problemas, “encaixotou” Valdeno Brito em uma curva fechada e superou os dois rivais de uma só vez. Antes, os três carros ficaram lado a lado, tornando o final imprevisível.

– Chegou um momento, na freada do Laranjinha, que estávamos em uma linha de três. Emocionante! Contei um pouco com a sorte e pude começar com o pé direito, exatamente como eu comecei 2012, quando eu larguei em segundo, ganhei a corrida e no final do ano acabei ficando com o título. Tomara que em 2013 esteja guardado um ano tão especial como foi o ano passado – torce o piloto, em busca de seu sexto título. Ele é o segundo maior campeão da categoria, atrás apenas da lenda Ingo Hoffmann, que somou 12 campeonatos conquistados em 30 anos de carreira.

Leia também:  União joga domingo diante do Sinop no Luthero Lopes
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.