Sem torcida, Corinthians derrotou o Millonarios por 2 x 0 / Crédito: Foto: Paulo Whitaker/Reuters
Sem torcida, Corinthians derrotou o Millonarios por 2 x 0 / Crédito:
Foto: Paulo Whitaker/Reuters

Não durou nem duas semanas a sanção da Conmebol ao Corinthians, o proibindo de jogar com torcida em partidas como mandante pela Libertadores. Nesta quinta-feira, a entidade máxima do futebol sul-americano invalidou a decisão e aprovou que o atual campeão continental volte a ter portões abertos quando atuar como mandante no torneio interclubes.

Assim sendo, o Corinthians voltará a ter o Pacaembu liberado para ocupação já na primeira partida do returno da fase de grupos da Libertadores, contra o Tijuana-MEX, na próxima quarta.

Como contrapartida, o Timão recerá uma punição de R$ 400 mil, além de não poder contar pelos próximos 18 meses com seus torcedores em partidas fora de casa válidas por torneios chancelados pela Conmebol.

Leia também:  Academia é destaque em competição em Minas Gerais

Vale lembrar que o Corinthians foi punido pela Conmebol em virtude da morte do garoto Kevin Espada, de apenas 14 anos, vítima de um sinalizador atirado por um torcedor corintiano no jogo de estreia da Libertadores, ante o San José, em Oruro, Bolívia.

À rigor, o time paulista cumpriu apenas um jogo de punição com portões fechados, contra o Millonarios-COL, na última quarta. Ainda assim, quatro torcedores acompanharam in loco à partida das arquibancadas, amparados por uma liminar da Justiça.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.