Foto: internet
Foto: internet

Uma semana após a morte do jovem Kevin durante a partida entre Corinthians e San José, em Oruro, o presidente da Federação Boliviana de Futebol (FBF), Carlos Chávez, afirmou que o mandatário da CBF, José Maria Marin, prometeu a realização de um amistoso entre Brasil e Bolívia, no país, em breve, sem a necessidade de pagamento.

Em entrevista à imprensa local em La Paz, Chávez revelou que a partida será no estádio Estadio Ramón Tahuichi Aguilera, em Santa Cruz de la Sierra, ainda sem data definida. O amistoso teria sido combinado durante uma ligação de Marin, terça-feira, para o dirigente boliviano.

Em seu site oficial, a CBF confirma o contato telefônico entre os presidentes das duas federações, mas não dá detalhes sobre a conversa. A página diz que Marin e Chávez “estão conversando sobre projetos em conjunto” e que o brasileiro ligou para o colega para lamentar a morte de Kevin durante o jogo da Libertadores, na semana passada.

Leia também:  Atletas de Rondonópolis se destacam em competição nacional

– Recebi uma boa notícia. Me confirmaram o amistoso e o compromisso da CBF com a Bolívia para que a Seleção venha jogar uma partida no país. Esse é um bom indicador para o futebol boliviano.

Segundo Chávez, a amizade entre ele e Marín facilitou a realização do amistoso e os dois terão nova conversa na semana que vem para tentar definir a data da partida. A intenção do boliviano é receber a Seleção de Luiz Felipe Scolari sem ter que pagar por isso.

– Há uma empresa grande que organiza os jogos do Brasil e que cobra US$ 1 milhão (R$ 2 milhões) por partida. No nosso caso, deixará de cobrar esse dinheiro.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.