O Vale do São Lourenço, região localizada entre os municípios de Jaciara, Juscimeira, Dom Aquino e São Pedro da Cipa, pode ser beneficiado ainda este ano com a instalação de uma nova empresa. E o ramo desse novo empreendimento é definido entre a Secretaria de Desenvolvimento Rural e Agricultura Familiar (Sedraf), a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), a Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) e a empresa Comajul (Cooperativa Mista Agropecuária de Juscimeira). Em uma reunião realizada na tarde desta sexta-feira, na AMM, em Cuiabá, os envolvidos no processo debateram qual a viabilidade produtiva rural que os quatros municípios juntos oferecem.

De acordo com o secretário da Sedraf, Meraldo Sá, a direção da Comajul está interessada em diversificar sua atuação comercial. Para tanto procurou o Governo do Estado para ajudar a realizar uma parceria que apóie economicamente a empresa e os pequenos produtores da região do Vale. “A empresa quer que o Estado e a AMM elabore um diagnóstico que identifique quais as potencialidades econômicas que o Vale do São Lourenço oferece, para daí injetar investimentos que gere lucro à empresa e também renda aos pequenos produtores daquela região”, explica Meraldo Sá.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (23/10/17) em Rondonópolis

Segundo um estudo feito pela AMM, a região do Vale do São Lourenço tem clima, geografia e mão-de-obra apta a abrigar uma empresa de criação e abate de frango semi-caipira ou uma fábrica de processamento de frutas. “A região e os produtores rurais que residem nos quatro municípios que englobam o Vale têm condições de atuar tanto na área da fruticultura quanto da avicultura”, comenta o secretário.

Para o diretor-geral da Comajul, Helder Batista, a preocupação da empresa é evitar o êxodo rural que vem ocorrendo na região. “A Comajul nasceu com a união de pequenos produtores de leite, e entendemos as dificuldades que o homem do campo hoje enfrenta. Nos incomoda muito o êxodo rural que vem ocorrendo na região”, relata Batista. Ele comenta que por falta de oportunidade, muitos que vivem na zona rural do Vale estão indo para a cidade em busca de trabalho. “Queremos aliar duas coisas: crescimento empresarial e valorização do homem do campo. Por isso procuramos o Governo do Estado para nos auxiliar nisso”, acrescenta o representante da Comajul.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (06/11/17) em Rondonópolis

Técnicos da Empaer e da Sedraf serão designados para elaborar estudos técnicos no manejo da cultura e ainda para oferecer cursos de capacitação aos produtores rurais, e assim, ajudar na implementação da cultura econômica a ser instalada. “Estamos à disposição com nosso quadro de técnicos, entre eles biólogos, engenheiros florestais, agrônomos, para ajudar a Comajul e a região a crescer economicamente”, relata Valdizete Nogueira, da Empaer.

Participaram da reunião o secretário-adjunto de Agricultura Familiar, Juarez Fiel, o superintendente de Desenvolvimento Regional da Região Sul da Sedraf, Fernando Schroeter.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.