O empresário de 70 anos que foi baleado em uma imobiliária dos Jardins, bairro nobre de São Paulo, morreu no Hospital Albert Einstein. A informação foi confirmada pelo centro médico na manhã desta quinta-feira (28).

Segundo testemunhas, João Alberto Cardoso de Camargo chegava em sua imobiliária, na Avenida Europa, pouco antes das 10h desta quarta (27), quando foi vítima de um assalto. Camargo estacionou o carro e correu para o escritório. Um ladrão, com arma em punho, entrou em seguida. Ele foi até a sala do dono da imobiliária, tentou tirar o relógio do empresário, que resistiu.

O criminoso, então, atirou três vezes, pegou o objeto e fugiu .O relógio era avaliado em R$ 170 mil, segundo informações do Bom Dia São Paulo.

Leia também:  Brasil registra 1.195 mortes em uma semana

Ninguém foi preso até o início da manhã desta quinta-feira (28). A Polícia Civil irá analisar imagens de câmeras de segurança da vizinhança. O delegado Valter Sérgio, no Itaim Bibi, que investiga o caso, estranhou o modo de agir do ladrão.

“Fosse meramente um roubo, ele poderia contar com a hipótese de ter um segurança armado dentro da empresa, da vítima ter entrado para pegar uma arma, da polícia estar passando na saída dele. ‘N’ características que são imprevisíveis e que geralmente o crimonoso procura evitar.”

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.