Ao se reunir com a presidenta Dilma Rousseff hoje (20), o papa Francisco se disse comovido com a tragédia ocorrida em Santa Maria (RS), no dia 27 de janeiro, que deixou 241 mortos. Segundo a presidenta, Francisco elogiou a forma como o Brasil reagiu à tragédia: com força e ternura. Dilma foi a primeira chefe de estado recebida por Francisco, depois da cerimônia que marcou ontem (19) o início do seu pontificado.

“O papa disse: ‘Eu fiquei muito comovido com a questão que ocorreu em Santa Maria. Eu acho que a gente tem na vida que demonstrar força e ternura’”, contou a presidenta. “Em Santa Maria, o Brasil demonstrou força e ternura, ele disse.”

Na madrugada do dia 27 de janeiro, um incêndio atingiu a boate Kiss, em Santa Maria, no Rio Grande do Sul. Além dos 241 mortos, várias pessoas – a maioria jovem, ficaram feridas. A tragédia comoveu o Brasil e teve repercussão internacional.

Leia também:  Fechamento da fronteira com a Venezuela completa dois meses

Em seguida, Dilma se disse impressionada com o estilo do papa. “É um papa muito modesto”, ressaltou. “Eu acho que ele será um papa muito importante”, completou.

Dilma se encontra com Papa Francisco no Vaticano (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)
Dilma se encontra com Papa Francisco no Vaticano (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.