Agentes, familiares e dependentes em missa no Sagrado - Foto: divulgação
Agentes, familiares e dependentes em missa no Sagrado – Foto: divulgação

A Pastoral da Sobriedade de Rondonópolis lança, nesta segunda-feira (04/03), uma campanha de conscientização em parceria com os principais meios de comunicação da cidade. A iniciativa intitulada “Se liga na sobriedade” corresponde a uma série de mensagens que valoriza a prevenção e o combate ao uso de drogas. A Pastoral é um setor da Igreja Católica e há 14 anos atua em Rondonópolis e região.

O objetivo da campanha é atingir as famílias com dependentes químicos e alcoolistas para mostrar de que forma elas podem buscar ajuda e orientação. Pois hoje em dia se tornou comum falar da recuperação das pessoas afetadas pelas drogas. No entanto, mais do que isso, é necessário mostrar a importância da prevenção e do envolvimento familiar, além da mudança de comportamento.

Leia também:  Denúncia de venda de gás clandestino em Rondonópolis chega ao MP

“Toda a família tem que ajudar. Pai, mãe, tios, primos, amigos. O alerta é que antes de recuperar, a gente precisa prevenir, evitar que a pessoa se torne um dependente químico ou alcoolista”, afirma a coordenadora da Pastoral, Doroty Carnahiba.

As pessoas que procurarem a Pastoral vão ter a oportunidade de se informar sobre os prejuízos que as drogas causam, as formas de prevenção e de tratamento. Além disso, poderão participar de grupos de mútua-ajuda e obter encaminhamento para comunidades terapêuticas, conforme cada caso.

Os grupos de mútua-ajuda, que se reúnem uma vez por semana, contam com a presença de agentes da Pastoral, dependentes químicos e seus familiares. É um momento de partilha, troca de informações, aprendizagem e de buscar caminhos para uma nova vida.

Leia também:  Município e Justiça fazem mutirão de negociação fiscal

Doroty reforça que a ação da família deve ser consciente, para que ela não dificulte ainda mais a situação de um usuário. “A família pode se tornar um grande fator de risco para seus filhos se não souber como agir, porque em vez de ajudar pode levá-los cada vez mais para o consumo das drogas”. Por isso a campanha ressalta que é fundamental que todos se informem sobre o assunto e saibam o que fazer numa situação difícil como essa.

 

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.