Mais
    Agora MT Mundo Presidente interino promete acabar com criminalidade na Venezuela
    MUNDO

    Presidente interino promete acabar com criminalidade na Venezuela

    Nicolás Maduro discursou após oficializar sua campanha à presidência.

    DA REDAÇÃO COM G1
    VIA

    O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, discursa após registrar sua candidatura nesta segunda-feira (11) em Caracas (Foto: AFP)
    O presidente interino da Venezuela, Nicolás Maduro, discursa após registrar sua candidatura nesta segunda-feira (11) em Caracas (Foto: AFP)

    O presidente interino da Venezuela, o chavista Nicolás Maduro, prometeu nesta segunda-feira (11) acabar com a criminalidade, uma das maiores preocupações da população, em um discurso feito diante de milhares de seguidores após apresentar sua candidatura para as eleições de 14 de abril.

    “Um dos problemas mais graves, e eu me comprometo a avançar em sua solução nestes seis anos com o programa de Chávez, é a insegurança, a criminalidade, a violência, o consumo de drogas, a cultura da morte capitalista”, declarou o presidente interino em um palco montado em uma praça de Caracas, situada em frente ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE).

    Em seu discurso, Maduro prometeu defender e preservar o legado de Hugo Chávez e anunciou que, na próxima semana, iniciará um plano de desarmamento nos bairros.

    “Não pode haver armas para matar e assaltar. Isso tem que acabar. Ficamos com a missão de sanear a sociedade venezuelana. Já basta de violência! Que acabem os roubos, os sequestros, os crimes”, defendeu o herdeiro político de Chávez.

    A insegurança pública é uma das maiores preocupações dos venezuelanos, em um país com uma taxa de homicídios de 55,2 para cada 100 mil habitantes, segundo dados oficiais – seis vezes a média mundial. Mas este era um tema evitado por Chávez, falecido na última terça-feira em Caracas, vítima de um câncer.

    “Em nome de meu comandante Hugo Chávez, quero me tornar o presidente que irá salvar a Venezuela da violência, da criminalidade e das drogas”, disse entre os aplausos dos chavistas que gritavam: “É assim que se governa!”.

    Ao anunciar sua candidatura, Maduro, um ex-motorista de ônibus e ex-sindicalista de 50 anos, entregou o programa de governo apresentado por Chávez nas eleições que ganhou no dia 7 de outubro de 2012 contra Henrique Capriles, advogado de 40 anos e governador do estado de Miranda, no norte do país.

    Nas próximas eleições, Maduro deverá enfrentar o líder opositor Henrique Capriles.

    “Em nome de nosso comandante Hugo Chávez entrego o programa que cumpriremos de 2013 a 2019”, afirmou.

    Maduro, que tomou posse como presidente interino da Venezuela na última sexta-feira após o funeral de Estado de Chávez, foi designado herdeiro político e candidato a possíveis eleições pelo próprio dirigente dois dias antes de partir para Cuba, 10 de dezembro, para submeter-se a uma quarta cirurgia contra o câncer.

    As eleições para substituir Chávez, que morreu após liderar um governo personalista durante 14 anos, terão uma campanha acelerada, que será formalmente realizada entre os dias 2 e 11 de abril, apesar de na prática os candidatos já terem iniciado o processo com trocas de acusações.

    Relacionadas

    Passageiro sem experiência pousa avião após piloto passar mal

    Um passageiro que nunca havia pilotado um avião pousou uma aeronave privada na Flórida, nos Estados Unidos, após um mau súbito do piloto. O...

    Homem abre fogo dentro de supermercado, transmite ataque na internet e mata cerca de dez pessoas

    Um homem entrou em um supermercado em Buffalo, no estado americano de Nova York, e abriu fogo contra clientes e funcionários que estavam no...

    Governo japonês inicia inscrições para bolsas de pós-graduação destinadas a brasileiros

    O Ministério da Educação, Cultura, Esporte, Ciência e Tecnologia (MEXT) do governo japonês abriu as inscrições para os programas de bolsas de estudo de 2023...

    Cientistas descobrem método que impede totalmente a infecção pelo coronavírus

    Um grupo de cientistas belgas conseguiu isolar um tipo de açúcar presente nas células humanas e que o vírus da Covid-19 utiliza para infectar...

    Turquia dirá não à entrada de Finlândia e Suécia na Otan

    O presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan, disse nesta segunda-feira (16) que o país votará contra a entrada da Finlândia e da Suécia na Otan (Organização...

    Avião com 122 pessoas a bordo sai da pista, pega fogo e mais de 40 ficam feridas

    Mais de 40 pessoas ficaram feridas quando um avião de passageiros da Tibet Airlines, com 113 passageiros e 9 tripulantes a bordo, saiu da...

    Pela 1ª vez príncipe Charles substitui Elizabeth 2ª em ‘discurso do trono’

    O príncipe Charles sucedeu a rainha Elizabeth 2ª nesta terça-feira (10) no simbólico "discurso do trono", que abre os trabalhos do Parlamento, um momento histórico...

    Urso é flagrado no banco do carona após vandalizar carro da sogra de morador

    Um morador da cidade de Cornwall, no estado de Connecticut (EUA), flagrou um urso sentado no banco de carona do carro da sogra dele. Isso depois do...

    Rússia cortará fornecimento de eletricidade à Finlândia a partir de sábado (14)

    A Rússia vai suspender o fornecimento de eletricidade à Finlândia neste sábado (14), anunciou a empresa importadora, em um momento de crescente tensão bilateral,...

    Especiais

    Últimas

    Editoriais

    Siga-nos

    Mais Lidas