Secretária de Saúde Marildes cobrou o pagamento - Foto: assessoria
Secretária de Saúde Marildes cobrou o pagamento – Foto: assessoria

Assegurar uma agenda de pagamento dos repasses do Governo do Estado para o atendimento dos pacientes do SUS na Santa Casa de Misericórdia e Maternidade de Rondonópolis. Esta é a meta da secretária de Saúde do Município, Marildes Ferreira, que se reúne com o titular da Pasta em Mato Grosso, Mauri Rodrigues, na manhã desta quinta-feira (14), na sede da secretaria estadual, ma capital do Estado.

Marildes convidou os dirigentes da Santa Casa e do Hospital Psiquiátrico Paulo de Tarso para participarem do encontro a partir das 9 horas, no gabinete do secretário estadual. Na opinião da gestora, neste momento em que os profissionais médicos ameaçam suspender o atendimento ‘é preciso que todos unam forças no projeto de reverter a atual situação e assegurar que os repasses em atraso sejam pagos’.

A secretária conta que vinha tentando agendar uma audiência com Mauri Rodrigues a cerca de um mês. Diante da situação que aponta para a possibilidade de paralisação do atendimento na Santa Casa, ela reforçou a reivindicação e conseguiu agendar o encontro. “Tivemos de nos articular para conseguir a reunião com o secretário. Espero sair de lá com uma agenda de pagamento dos repasses”, aposta.

Marildes revela que o repasse mensal da Santa Casa é de R$ 709.773,33. Em atraso desde novembro do ano passado, o débito já soma R$ 2.129.319,99.  O Hospital Paulo de Tarso que recebe R$ 129.759,96 por mês também deixou de receber os repasses há três meses.

 

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.