A Telefônica anunciou a abertura de um novo programa de demissão voluntária (PDV), com o objetivo de cortar cerca de 1 mil postos de trabalho no Brasil, o que representa aproximadamente 5% do total de funcionários da operadora no país. As informações são do Sindicato dos Trabalhadores em Telecomunicações no Estado de São Paulo (Sintetel). A Telefônica afirmou por meio de sua assessoria de imprensa que emitirá um comunicado oficial a respeito do assunto.

Segundo as informações do Sintetel, a Telefônica informou que o PDV segue o processo de integração das operações com a Vivo. Há cerca de um ano, a Telefônica anunciou um programa na mesma direção, com o corte de cerca de 1,5 mil postos de trabalho em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Leia também:  INSS convoca assegurados para reavaliação de benefícios, confira a lista

No novo programa, o Sintetel negociou um pacote de benefícios com a companhia para os funcionários que aderirem à iniciativa. O pacote inclui meio salário base por ano trabalhado; indenização de no mínimo um salário base e no máximo dez salários base, independentemente do tempo de contrato de trabalho; manutenção do plano de saúde por seis meses; e serviço de apoio à transição de carreira, entre outras coisas.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.