Haroldo Aventura de Amorim (33) foi mais uma vitima do tráfico de drogas em Rondonópolis, depois ser perseguido e espancado, em rua uma do bairro Cidade Natal, supostamente por traficantes que cobravam uma dívida.

Segundo Luciana, irmã de Haroldo, ele chegou a Rondonópolis, vindo de uma fazenda, na última sexta-feira (01) e retornaria nesta segunda (04). Ainda de acordo com declaração da irmã à reportagem do AGORA MT, Haroldo, era viciado e por diversas vezes ela tentou orientá-lo, “Já tentamos várias vezes tirar ele desta vida, mas ele sempre volta para as drogas”, revelou a irmã em meio ao desespero.

Tentativa de Homicidio Aroldo de Amorin  03
Fotos Varlei Corodva / AGORA MT

De acordo com testemunhas que acabaram salvando a vida de Haroldo, tudo teria acontecido muito rápido, “Ele (Haroldo) vinha correndo pela rua com três homens atrás dele, ai ele entrou na casa de uma senhora para se esconder, os três homens entraram também na casa e lá dentro começaram a espancar o homem, depois o arrastaram aqui para fora e continuaram a tortura até ele sangrar, foi quando resolvemos (populares) interferir senão ele ia acabar morrendo”, descreveu a cena uma testemunha que não quis se identificar.

Leia também:  General Carneiro | Polícia deflagra operação contra o tráfico de entorpecentes e apreende materiais

Além de ferimentos provocados pelo espancamento, Haroldo, ainda apresentava uma perfuração na região do abdômen, provavelmente provocado por um instrumento perfuro cortante, já que policiais militares, que atenderam a ocorrência encontraram junto ao corpo de Haroldo uma faca.

O Serviço de Atendimento Médico de Urgência (SAMU) chegou ao local com extrema rapidez e conduziu Haroldo para o hospital onde receberá o atendimento de emergência.

FURTO

Com informações desencontradas de testemunhas, que preferem a lei do silêncio, Haroldo, teria sido espancado após praticar um furto. Como nenhum dos três homens que espancaram Haroldo foram identificados ou presos, resta agora a Polícia Civil investigar o caso para chegar aos reais motivos do linchamento.

Leia também:  Jovem é baleado e morto dentro de bar em Paranatinga

TRIBUNAL DO CRIME

Nos últimos meses a atuação da Polícia Militar (PM) e da Polícia Judiciária Civil no combate ao tráfico de drogas tem gerado um grande prejuízo aos traficantes que agem em Rondonópolis e como isso, a cobrança das dívidas de usuários de drogas tem se tornado cada vez mais violentos, com um aumento inclusive no número de homicídios.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.