O mercado de veículos novos de Mato Grosso apresentou queda de 19,20% no total de vendas em fevereiro ante o mês anterior. A retração era esperada em virtude de o segundo mês do ano ser tradicionalmente fraco, porém, ao se comparar o número de dias úteis pelo total de veículos emplacados, a conclusão é que fevereiro vendeu mais.

Segundo os dados da Federação Nacional dos Distribuidores de Veículos em Mato Grosso, foram comercializados 7.753 veículos no Estado em fevereiro, contra 9.595 em janeiro. O índice engloba todas as categorias (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus e motos). A conta de vendas diárias indica que, com 22 dias úteis, janeiro emplacou 436 veículos por dia. Já em fevereiro, esse número foi de 456, visto que o mês teve apenas 17 dias úteis.

Leia também:  Empresários apostam em Empórios para oferecer variedades aos rondonopolitanos | TV Agora

De acordo com o relatório, o Estado emplacou 2.805 automóveis (carros de passeio) e 1.245 comerciais leves (caminhonetes) no último mês. Já o segmento de caminhões emplacou 307 unidades, enquanto a categoria de motocicletas registrou 3.291vendas no período. Todos apresentaram queda na relação com janeiro. A boa surpresa ficou por conta do segmento de ônibus, que comercializou 105 veículos, contra 57 no mês anterior.

O primeiro bimestre de 2013 foi positivo quando comparado ao mesmo período do ano passado. Com 17.348 veículos emplacados entre janeiro e fevereiro deste ano, Mato Grosso registrou alta de 9,05% ante 2012, que emplacou 15.909 unidades. Em nível nacional houve queda de 2,03% no índice acumulado, o que comprova que o Estado tem mantido o ritmo de crescimento.

Leia também:  Confira as vagas de emprego desta segunda (01/10/18) em Rondonópolis

“É importante destacar o bom resultado de Mato Grosso comparado com o mercado nacional, uma vez que já era de se esperar uma ‘ressaca” do mercado em função dos amplos anúncios de fim da redução do IPI e, algumas antecipações de vendas no apagar das luzes de 2012″, observa o representante da diretoria da Fenabrave-MT, Paulo Boscolo.

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.