A cinco dias das eleições presidenciais na Venezuela, o ministro das Relações Exteriores venezuelano, Elías José Jaua Milano, passa o dia hoje (9) em Brasília. É a primeira visita de Jaua como chanceler desde que assumiu o cargo, em 15 de janeiro. A função era desempenhada pelo presidente venezuelano, Nicolás Maduro, que concorre às eleições no próximo dia 14. O principal adversário de Maduro é Henrique Capriles que, em 2012, perdeu as eleições para o então presidente Hugo Chávez.

Jaua e o ministro das Relações Exteriores, Antonio Patriota, concedem entrevista coletiva hoje, às 19h, no Palácio Itamaraty. Em 2005, os governos do Brasil e da Venezuela firmaram aliança estratégica e fizeram reuniões periódicas de consultas bilaterais, para coordenar iniciativas conjuntas, promover interesses regionais e globais e avaliar iniciativas voltadas ao desenvolvimento.

Leia também:  Obama se apresenta em tribunal para prestar serviço como jurado

A cooperação entre o Brasil e a Venezuela abrange projetos de integração produtiva e de desenvolvimento social e tecnológico. A Venezuela é um dos principais parceiros comerciais do Brasil na América do Sul. Nos últimos dez anos, o comércio bilateral cresceu 585%, passando de US$ 883 milhões, em 2003, para US$ 6,05 bilhões, em 2012.

As exportações brasileiras de manufaturados para a Venezuela cresceram 30% em 2012, atingindo 65% da pauta exportadora. A economia venezuelana cresceu 5,5% em 2012. O Itamaraty informou ainda que durante a visita do chanceler venezuelano haverá uma apresentação da Orquestra Sinfônica Simón Bolívar, sob a regência do maestro Gustavo Dudamel, no Teatro Nacional de Brasília.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.