Associação Comercial, Industrial de Rondonópolis (Acir) apresenta nesta quarta-feira (3), no auditório da entidade, um projeto de reintegração social dos moradores de rua de Rondonópolis. A proposta foi elaborada pela ACIR a partir das reuniões já realizadas com a comissão formada durante o 1º Seminário organizado pela Casa Esperança e que debateu a problemática da pessoa em situação de rua.

O encontro terá início às 9 horas com a presença dos membros da comissão, formada pela coordenação da Casa Esperança, secretarias de Saúde, Ação Social e Educação, ACIR, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Igreja Matriz, médicos, psicólogos, assistentes sociais e Sistema S.

Também foram convidados para acompanharem as próximas ações da comissão, os representantes da Procuradoria do Trabalho, Delegacia Regional do Trabalho, Câmara Municipal, Gabinete de Gestão Integrada (GGI), Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT), Hospital Paulo de Tarso e Gabinete Municipal de Desenvolvimento Econômico.

Leia também:  PRF recupera camionete roubada em Rondonópolis

Moradores de rua – Em Rondonópolis, existem cerca de 300 moradores de rua. São pessoas impossibilitadas de usufruir dos seus direitos de cidadão, que sobrevivem às margens da sociedade, de forma indigna, vivendo a base de doações e muitas vezes, pequenos furtos.

Nem sempre estão dispostos a buscar soluções para saírem da atual situação, ora por comodismo – em geral relacionado a dependências químicas, ora por não vislumbrarem alternativas para recuperação.

O projeto tem o objetivo de possibilitar a reintegração social e profissional das pessoas em situação de rua, através da oferta de abrigo, alimentação, tratamento clínico e psicológico, capacitação profissional e oportunidade de emprego.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.