Usuário indignado posta foto em página de relacionamento - Foto: Reprodução/AGORA MT
Usuário indignado posta foto em página de relacionamento para mostrar a fila devido a demora no atendimento – Foto: reprodução /arquivo pessoal

Algumas Agências Bancárias de Rondonópolis tem sido alvos de reclamações pelos usuários que as frequentam. Eles reclamam em uma página de rede social, que as leis não estão sendo cumprida pelos bancos.

Na reclamação, o usuário conta que existe fila até para entrar no banco e que muitas vezes é recebido por seguranças mal educados.

A equipe do AGORA MT recebeu um vídeo de uma cliente de uma agência bancária que gravou a atendente dizendo que duas horas de espera é pouco, já que a mesma atende sozinha, já que o banco não contrata mais funcionários.

A usuária que não quis se identificar conta que foi a Agência, para resolver problemas relacionados à FGTS (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço), e recebeu a senha de número 41, que foi retirada ás 12h03, mas a cliente só conseguiu ser atendida às 14h.

Leia também:  Banhistas encontram corpo em meio a pedras na Cachoeira do Escondidinho

Há poucos dias o vereador Cláudio da Farmácia (PMDB) encaminhou um requerimento para o PROCON, referente a fiscalização e ao cumprimento da lei das filas.

A intenção segundo Cláudio, foi devido a alta procura por várias pessoas que não estavam sendo atendidas da maneira correta. “Quando fui verificar a situação, descobri que existem leis, mas que elas não estão sendo cumpridas”, expicou.

PROCON

A reportagem do AGORA MT procurou o Conselho Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (PROCON) e conversou com o coordenador, Juca Lemos,  que confirmou que existe fiscalização. “Na semana que se comemorou o dia do consumidor, visitamos todas as agências bancárias e todas estavam cumprindo com a lei”, contou Juca Lemos, mostrando o auto de constatação.

O coordenador também ressaltou que estão trabalhando apenas com um fiscal por período e que planejam contratar mais para poder aumentar a fiscalização.

Leia também:  Prematuros internados na Santa Casa Rondonópolis participam de projeto especial

Sobre o caso da usuária do vídeo, Juca disse que a lei que define o tempo de espera é regulamentada apenas para os caixas, serviços como empréstimos, habitação e o FGTS não possuem leis que regulamentam o tempo de espera. O coordenador também disse que já foi feito uma notificação sobre as filas de espera antes de entrar no banco.

Juca disse não existe leis que regulamentam o tempo de espera para serviços como FGTS e empréstimos - Foto: Varlei Cordova/AGORA MT
Juca disse que não existe leis que regulamentam o tempo de espera para serviços como FGTS e empréstimos – Foto: Varlei Cordova/AGORA MT

INTERNET

Atualmente as pessoas aproveitam as redes sociais para utiliza-las como um meio de reivindicação perante situações desconfortáveis entre os usuários. Sensibilizados, outras pessoas acabam compartilhando a ideia, dando uma proporção maior a reivindicação.

SAIBA MAIS

Em Rondonópolis existem quatro leis que defende o consumidor desse tipo de situação. A lei 3.061/1999, autoria do ex-vereador Juarez do Praia, defende pelo menos quatro caixas atendendo, sendo tempo máximo de espera, 20 minutos para dias normais e 40 minutos para vésperas ou após feriados. Lei 5.727/2009, autoria do ex-vereador João Gomes, defende a disponibização de sanitários e bebedouros para os usuários. Lei 6.188/2010, autoria do vereador Hélio Pichione, defende divisórias entre os caixas, para ajudar na privacidade e na prevenção de roubo e por último a lei 7.445/2012 do poder Executivo, Ananias Filho, que define que o banco deve acomodar todas as pessoas sentadas.

Leia também:  Dia da Liberdade de Impostos será marcado pela venda de etanol mais barato

Além das quatro, está em tramitação um projeto de lei, de autoria do vereador Carlos Vanzeli (PDT), que estabelece, não só as agências bancárias, mas também as casas lotéricas e outras empresas que realizam recebimento de boletos bancários respeitem o tempo para atendimento ao público de 20 minutos para dias normais e 40 minutos em véspera e no dia pós-feriado, como prevê a lei municipal 3.061 de 1999.

[youtube]http://www.youtube.com/watch?v=1Yfvaa_VoNc&feature=youtu.be[/youtube]

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.