Manifestação realizada na última terça-feira (23), na Praça Brasil - Foto: Wlly Garcês/AGORA MT
Manifestação realizada na última terça-feira (23), na Praça Brasil – Foto: Wlly Garcês/AGORA MT

 

Após a Assembleia Geral dos trabalhadores da Educação realizada na tarde desta sexta-feira (26) em Cuiabá, a classe deliberou o início de ‘estado de greve’ a partir de hoje (29) na rede estadual de ensino.

De acordo com Bartolomeu Basílio, representante do Sindicato dos Trabalhadores no Ensino Público de Mato Grosso (Sintep/MT) o período de ‘estado de greve’ será mantido até o dia 8 de junho, mas as aulas serão realizadas normalmente.

“Neste período iremos avaliar os avanços na pauta de reivindicações, vamos discutir a necessidade de paralisação por tempo indeterminado, caso nada seja resolvido iremos paralisar após esta data”, explicou.

Bartolomeu ainda ressaltou que não houve nenhuma resposta por parte do Governo.

Leia também:  3º Batalhão de Bombeiros de Rondonópolis tem novo comandante

Entre as reivindicações exigidas, estão a nível nacional que 100% do royaltes do petróleo seja aplicado na Educação, 10% do Produto Interno Bruto (PIB) seja destinado a educação estadual e que o Plano de Cargos Carreiras e Salários a nível municipal e estadual seja aprovado e que o piso atual pago aos professores

DIA D
A Assembleia definiu o dia 15 de Maio como o Dia D pela luta dos trabalhadores da Educação no Estado. Nesta data, o Sindicato irá protocolar no Ministério Público, Assembleia Legislativa, Tribunal de Contas do Estado (TCE), o dossiê das escolas que apresentam problemas de infraestrutura, além de expor em praça pública os documentos e de realizar diversas palestras nas escolas de Rondonópolis.

Leia também:  Dia dos Namorados deve movimentar comércio de Rondonópolis
Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.