O argentino Santiabo Ponzinibbio, primeiro “hermano”, a disputar o The Ultimate Fighter Brasil (TUF), conquistou sua vaga nas quartas de final e continua em busca do título do reality show e do contrato com o UFC. No programa deste domingo, o pupilo de Rodrigo Nogueira venceu Márcio Pedra, em um nocaute que causou polêmica.

O duelo entre Santiago e Pedra foi cheio de idas e vindas e, ainda no primeiro round, uma sequência de socos levou o brasileiro para o chão. Imediatamente, o árbitro Mário Yamasaki entrou no meio dos lutadores e encerrou o combate por nocaute técnico.

A definição de Yamasaki gerou polêmica instantaneamente. Fabrício Werdum gritou contra a paralisação e Wanderlei Silva subiu no ringue gesticulando e reclamando muito contra a derrota de Pedra.

“Eu entendo que ele quer preservar os atletas, mas eu estava bem. Ele tomou um knockdown também”, criticou Márcio Pedra. “Estou bravo, ele não estava totalmente desmaiado, ainda podia lutar”, completou o técnico Werdum. Wanderlei foi além e gritou: “Brincadeira, hein! Juizinho de m…”.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

O Programa

Valendo uma vaga nas quarta de final, o duelo que restava a ser anunciado era entre o argentino Santiago Ponzinibbio, do Time Nogueira, e Márcio Pedra, do Time Werdum, para saber quem se juntaria a Viscardi Andrade, Luiz Besouro, William Patolino, Léo Santos e Tiago Alves.

Santiago reclamou muito de seguir dormindo no chão – já que os colchões foram jogados na água em uma brincadeira no começo do programa – e, entre brincadeira e bronca, detonou Patolino. “Sabe qual é o problema dele? É a tintura de m… na sua cabeça que está deixando surdo! Amanhã tenho que treinar, cara”, gritou ele, enquanto Patolino fazia piada e queria “dormir de conchinha”.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

Já Márcio Pedra foi mostrado como faxineiro da casa, lavando a louça, limpando a casa e mantendo tudo em ordem: “a sujeira me incomoda”. Santiago, por outro lado, disparou: “não vou limpar todo dia a cozinha porque não sou a mulher de ninguém aqui dentro.”

Dentro do octógono, o combate começou com trocação franca. Primeiro Santiago acertou bons golpes, depois Pedra respondeu. O pupilo de Werdum balançou o argentino mais de uma vez e conseguiu levar para o duelo para o chão. Pedra tentou o estrangulamento, mas permitiu que o rival se levantasse.

Em pé e ainda com a disputa em aberto, Santiago passou a conectar melhor seus potentes socos e com uma bela sequência balançou Pedra, derrubou o rival e viu o árbitro Mário Yamasaki se colocar entre eles para definir o nocaute técnico e gerar toda a confusão com o Time Werdum. O argentino ignorou e fez a festa.

Leia também:  Judoca brasileira vence adversária com 11 segundos e se torna a bicampeã mundial

“Estou muito feliz mesmo, foi uma grande luta. Para mim ele é o atleta mais duro, muito completo. Minha história de vida é de superação e fico feliz quando é assim, sofrido, quando eu batalho para conseguir minhas coisas”, comemorou Santiago Ponzinibbio.

Como o lutador Yan Cabral venceu sua luta, mas não pôde ir para as quartas de final por conta de uma lesão na mão, Daniel Gelo voltou à competição. Neste episódio, o Time Werdum teve de definir um rival para Gelo, já que Dana White definiu que ele só poderia ir às quartas de final se, como todos os outros, vencer um combate.

Werdum escolheu Cleiton Foguete, que havia perdido para Tiago Alves. Mesmo sem estar 100% fisicamente, o lutador aceitou o combate, que será realizado no próximo episódio.

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.