Se o Bayern de Munique mostrou a força do futebol alemão na última terça, ao golear o Barcelona por 4 a 0, o Borussia Dortmund ratificou o poder teutônico nesta quarta. Em partida inspirada do atacante Lewandowski, autor de quatro gols, a equipe aurinegra atropelou o Real Madrid por 4 a 1, em Dortmund, e agora pode perder por até dois gols de diferença em Madri que ainda assim vai à final da Liga dos Campeões.

Esta, inclusive, foi a primeira vez na história das competições europeias que um jogador fez quatro gols em cima do time merengue, que é o maior vencedor da história da Champions League.

O Borussia também se tornou apenas o segundo time a fazer quatro gols em cima do Real Madrid desde que o técnico José Mourinho assumiu a equipe, em 2010. O outro foi o Barcelona, que fez 5 a 0 nos blancos, logo no ano em que o português assinou com a equipe da capital espanhola.

Leia também:  Federação e clubes definem detalhes da Copa FMF

A festa de Lewandowski começou logo no início do jogo, quando o camisa 10 Götze cruzou da esquerda e o artilheiro deu uma voadora para mandar para dentro. Havia dúvidas se o meia jogaria com vontade, já que foi vendido para o Bayern de Munique na última terça, mas o jovem atleta respondeu com grande atuação.

Uma bobeada da zaga alemã, porém, deu de presente o empate para o Real ainda no primeiro tempo: Hummels tentou recuar e deu de graça para Higuaín, que rolou para Cristiano Ronaldo, sem goleiro, tocar para as redes.

Na segunda etapa, porém, o Borussia voltou cheio de vontade e sufocou o Real Madrid. Lewandowski precisou de apenas 16 minutos para fazer mais três e praticamente “matar” os merengues.

Leia também:  Morre Valdir Peres, o goleiro da Copa de 82

Primeiro, Reus chutou de fora da área e a bola sobrou para o matador mandar de bico para o gol. Cinco minutos depois, ele amorteceu cruzamento rasteiro, driblou Pepe e fuzilou Diego López com um chute no ângulo.

Quando o estrago já era grande, Xabi Alonso ainda fez pênalti em cima de Reus. Lewandoski pegou a bola, encheu o pé e anotou mais um. Na comemoração, ainda tirou onda e saiu fazendo o número quatro com as mãos para a torcida, que, como sempre, encheu o Signal Iduna Park.

O polonês ainda teve duas outras boas chances de fazer ainda mais gols, mas o goleiro Diego López salvou. A melhor defesa foi em em chute colocado de fora da grande área, que o arqueiro defendeu de mão trocada.

Leia também:  União volta a campo precisando vencer o Dom Bosco

A partida de volta será na próxima terça-feira, no estádio Santiago Bernabéu, em Madri. O Real precisará buscar uma vitória por quatro gols de diferença para avançar direto à final – em caso de placar repetido, o duelo vai para a prorrogação. Já o Borussia joga por um empate ou pode até mesmo perder por dois gols de diferença.

 

Advertisements

Comentários

*Os comentários aqui publicados são de responsabilidade dos usuários e não representam a opinião do site.